Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Artigos

Artigos

17/01/2018

Lançamentos de produtos marca Pioneer®

Novos híbridos de milho marca Pioneer® para a safrinha

A agricultura moderna é impulsionada por tecnologias que melhoram o rendimento das culturas e maximizam o retorno do investimento do produtor rural. A cada ano, novos desafios surgem no campo, e as soluções tecnológicas são as peças-chave para a manutenção da rentabilidade do negócio agrícola.

A DuPont Pioneer, nestes 45 anos de história no Brasil, sempre esteve ligada ao produtor rural, acompanhando essa evolução e aliando ciência e inovação às necessidades do campo. A partir da safrinha de 2018, a empresa disponibiliza aos agricultures brasileiros mais dois novos híbridos de milho marca Pioneer® com características agronômicas e produtividades muito adaptadas a essa época de cultivo.

O P3898 é um híbrido de ciclo precoce, com maturação relativa 138. Apresenta alto potencial produtivo, excelente adaptação a plantios na safrinha, desde a abertura de plantio até o final da época ideal de semeadura. É um híbrido com ótimo nível de resistência às principais doenças da cultura do milho no Brasil Central, como Mancha-branca, Turcicum, Ferrugem Polyssora e Enfezamento. O conjunto de características de defensividade, aliado ao potencial produtivo, confere ao P3898 uma alta estabilidade produtiva, que é um fator de grande importância para um nível superior de produtividade de um híbrido.

Outra variedade de milho que foi lançada pela DuPont Pioneer para a safrinha 2018 é o P3707VYH. Este material apresenta um alto potencial produtivo, adaptação para plantio nas principais janelas de semeadura da safrinha e boas características agronômicas. Além disto, o P3707VYH apresenta também boa resistência à Mancha-branca, Turcicum, Ferrugem Polyssora e Enfezamento. O P3770VYH estará disponível com a tecnologia Leptra® de proteção contra insetos, que é associação das tecnologias Agrisure Viptera®, YieldGard®, Herculex®I e LibertyLink®.

Com esses dois novos híbridos no mercado, a DuPont Pioneer, mais uma vez, antecipa aos produtores de milho safrinha, produtos inovadores e de alto potencial produtivo, com estabilidade e a sua genética diferenciada e de ponta.

Novas cultivares de soja marca Pioneer®

Com relação à soja, a partir da safra verão 2017, a DuPont Pioneer passou a oferecer ao mercado variedades de soja com a tecnologia Intacta RR2 PRO®. Esta tecnologia associa a proteção da tecnologia Bt contra uma série de espécies de insetos-praga na cultura da soja, e a resistência ao herbicida não seletivo Glifosato.

A variedade 95R90IPRO é do grupo de maturação 5.9 e tem hábito de crescimento indeterminado. Adaptada para plantio nas macrorregiões 1 e 2, apresenta elevado potencial produtivo. O seu ciclo precoce permite o plantio de milho safrinha em sucessão.

Já a variedade 97R22IPRO é do grupo de maturação 7.2 e apresenta hábito de crescimento indeterminado. Possui uma grande amplitude de adaptação geográfica, com indicação para regiões de plantio de soja nas macrorregiões 2, 3, 4 e 5.

Essas duas variedades de soja Intacta RR2 PRO® somam-se ao portfólio de cultivares marca Pioneer® como opções para o agricultor utilizar uma semente de alto potencial produtivo, qualidade fisiológica superior e adaptação às diversas regiões produtoras do país.

A importância das Boas Práticas de Manejo

A tecnologia Bt de controle de insetos é uma grande ferramenta para facilitar o trabalho do produtor na condução da lavoura e reduzir os riscos de perdas com ataques de determinadas espécies e populações de lagartas. Plantas que apresentam a tecnologia Bt sintetizam proteínas que auxiliam no manejo de alguns insetos que são pragas para a cultura do milho.

No entanto, a tecnologia Bt demanda alguns cuidados específicos para seu melhor funcionamento e durabilidade. O conjunto desses cuidados é denominado Boas Práticas de Manejo de Culturas OGMs. As Boas Práticas compreendem uma série de atividades que são recomendadas quando é utilizada uma cultura Bt.

A dessecação antecipada visa à destruição de restos de cultura e à eliminação de plantas hospedeiras de insetos que podem atacar a cultura do milho.

O uso de sementes certificadas garante ao agricultor uniformidade genética, qualidade fisiológica e pureza, características necessárias para uma implementação adequada da cultura.

O tratamento de sementes reduz o risco de ataque de insetos nas plântulas nas fases iniciais da cultura, garantindo assim a população de plantas adequada para um bom estabelecimento da cultura. Nesse item, vale ressaltar a grande vantagem do Tratamento de Sementes Industrial (TSI) que a DuPont Pioneer realiza e oferece como opção aos seus clientes, associando a eficácia dos produtos inseticidas com a uniformidade de cobertura das sementes e redução do tempo para o início da operação de plantio.

A adoção de áreas de refúgio é necessária para se criar condições para o desenvolvimento de populações de insetos suscetíveis e reduzir a possibilidade da seleção natural de populações de insetos com resistência genética à proteína Bt. As áreas de refúgio com cultivos não Bt são uma prática altamente recomendada, e sua implementação, de forma estruturada, em áreas com cultivos Bt, é essencial para a manutenção da durabilidade da tecnologia. Na cultura do milho, a recomendação técnica é o plantio de 10% da área com híbridos não Bt (convencionais ou com o gene Roundup ReadyTM Milho 2). Já na cultura de soja, a recomendação é o plantio de refúgio em 20% da área. Nos dois casos, o indicado é que os plantios das áreas de refúgio estejam, no máximo, a 800 metros de distância da bordadura da área cultivada com variedades Bt.

O controle de plantas daninhas e voluntárias durante o desenvolvimento da cultura tem como finalidade a eliminação de plantas que possam servir como hospedeiras de pragas e doenças para a cultura do milho.

O monitoramento de pragas é essencial para um programa de manejo de pragas com utilização de aplicações de inseticidas químicos. A aplicação de inseticidas deve seguir uma recomendação baseada na espécie dos insetos encontrados, número de indivíduos amostrados e o nível de dano provocado na cultura.

Ao adotar as Boas Práticas de Manejo indicadas acima, o agricultor contribuirá para uma maior eficácia no controle de pragas e criará condições ambientais adequadas para prolongar a durabilidade das tecnologias Bt.

Para mais informações, acesse o site www.pioneersementes.com.br, ou contate o representante de vendas da sua região.




Híbridos marca Pioneer® com tecnologia Leptra® de proteção contra insetos - disponível também em versão tolerante ao herbicida glifosato.
Agrisure Viptera® é marca registrada e utilizada sob licença da Syngenta Group Company. A tecnologia Agrisure® incorporada nessas sementes é comercializada sob licença da Syngenta Crop Protection AG. YieldGard® e o logotipo YieldGard são marcas registradas utilizadas sob a licença da Monsanto Co. Tecnologia de proteção contra insetos Herculex® I desenvolvida pela Dow AgroSciences e Pioneer Hi-Bred. Herculex® e o logo HX são marcas registradas da Dow AgroSciences LLC. LibertyLink® e o logotipo da gota de água são marcas da BAYER S.A. Poncho® é marca registrada da BAYER S.A. Intacta RR2 PRO® é marca registrada utilizada sob licença de uso da Monsanto Company.
Autor:
Jerson Grieco, Gerente de Portfólio de Produtos e Stewardship da DuPont Pioneer