Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Artigos

Artigos

16/01/2008

Híbridos Pioneer para silagem: Produtividade com qualidade mais uma vez...

Um bom híbrido de milho para silagem deve conciliar altas produtividades de grãos e de forragem (planta) com elevada digestibilidade da fibra. No entanto, o grande desafio é que, além desses fatores, o híbrido deve apresentar boas características agronômicas, como sanidade foliar e de colmo, para que possa expressar todo seu potencial produtivo, no caso de milho para silagem elevada produtividade de matéria seca de alto valor nutricional. Técnicas como elevação da altura de corte, deixando-se uma parte do colmo na lavoura e, mais recentemente, o uso de híbridos dentados (grão mole) têm sido pouco efetivas nesse sentido, uma vez que as menores produtividades obtidas, seja em função da porção que não foi colhida (maior altura de corte) ou de híbridos com baixa adaptação agronômica (híbridos realmente dentados), não viabilizam economicamente as eventuais melhoras no valor nutricional da silagem, ou seja, melhora-se bem pouco e colhe-se muito menos.

O projeto de “Avaliação de Cultivares de Milho e Sorgo para Produção de Silagem” realizado há alguns anos no estado de São Paulo pela Esalq/Usp, Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e Apta Regional é uma referência nacional na geração de resultados para avaliação de híbridos de milho para a produção de silagem. Os resultados da safra 2006/2007 indicaram, mais uma vez, a superioridade dos híbridos Pioneer recomendados para silagem (veja a tabela).

 

Os híbridos 30S40 e 30F90, nas três principais regiões avaliadas, foram os que apresentaram as maiores produtividades por área de “matéria orgânica digestível” (MOD), que representa toda a fração da planta de milho (grão e forragem) passível de digestão pelos animais. Na prática quer dizer que quanto maior a produtividade de MOD tem-se mais leite e mais carne produzidos por hectare.

A superioridade dos híbridos 30F90 e 30S40, em plantio exclusivo ou em sistema de combinação, reflete todo o investimento que a Pioneer faz em tecnologia na busca de bons híbridos para a produção de silagem, levando para o campo a verdadeira combinação de elevadas produtividades de grãos com qualidade superior de planta. Safra após safra, ano após ano.​

Autor:
Prof. Dr. João Ricardo Alves Pereira
Professor-Adjunto do Depto. de Zootecnia. Curso de Zootecnia UEPG/Castro (PR)
Fonte: