Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

05/03/2014

Grãos operam de lado na bolsa de Chicago

Notícias Agrícolas - Nesta quarta-feira (5), o mercado internacional parece bastante calmo, se movimentando de lado e sem movimentações muito expressivas nem de baixa ou de alta tanto para soja, quanto para milho e trigo.
 
Segundo analistas internacionais, o mercado se mantém lateralizado tentando se recuperar da intensa volatilidade registrada no início da semana por conta da tensão sobre a crise na Ucrânia. As notícias vindas sobre o risco iminente de um conflito armado com a Rússia impactou diretamente nas commodities agrícolas, principalmente na última segunda-feira (3), e elevou os preços do trigo, por exemplo, a níveis recordes em meses.
 
Na soja, por volta das 10h10 (horário de Brasília), os principais vencimentos perdiam pouco mais de 0,50 ponto, com exceção do vencimento em agosto, que subia 1,50 ponto. O maio/14, referência para a safra brasileira, valia US$ 14,20 por bushel. Os contratos futuros tanto de milho quanto de trigo também exibiam ligeiras baixas após as fortes altas registradas na segunda (03) e terça-feira (04).
 
Entretanto, os fundamentos de oferta e demanda, principalmente da soja, seguem positivos e ainda no foco dos investidores. Os embarques norte-americanos seguem muito aquecidos, já passam de 36 milhões de toneladas e ficam bem apertados frente à projeção do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) de exportações de 41 milhões de toneladas.
 
Segundo Vlamir Brandalizze, consultor da Brandalizze Consulting, com esse ritmo das vendas e embarques dos EUA, os estoques do país tendem a ficar mais apertados mais cedo nessa temporada, já que a demanda não dá sinais de desaquecimento ou mudança para a América do Sul. O movimento, inclusive, poderia obrigar os Estado Unidos a terem que importar soja da América do Sul.
 
Fonte: