Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

03/04/2014

Os desafios do produtor brasileiro

Em entrevista, Carlos Hentschke, Diretor de Negócios Sul e Antônio Franciscon, Gerente Comercial RS/SC, ambos da DuPont Pioneer, falam sobre os principais desafios do produtor no dia a dia e quais os cuidados que ele deve ter para obter os melhores resultados de produtividade e fazer uma boa negociação.
 
“O produtor brasileiro é um dos mais eficientes do mundo”, diz Hentschke. Mesmo com todas as adversidades, como custo de logística, preços da commodity mais baixos do que em outros países, condições climáticas ruins, investimentos maiores no solo, etc., o agricultor consegue prosperar neste ambiente com tantas dificuldades.
 
O Diretor de Negócios Sul, ainda ressalta que, muitas vezes o produtor supera os desafios encontrados dentro da fazenda, porém acaba pecando na comercialização da produção. "O que sempre sugerimos ao agricultor é que ele consiga vender a sua produção em lotes, fazer travamento, venda antecipada quando isso for conveniente, e não simplesmente ficar especulando ou querendo a melhor oportunidade, o melhor preço. Geralmente não é esta a melhor decisão", diz.
 
Segundo Hentschke, o produtor sempre deve primar por altas produtividades, e para conseguir chegar neste patamar, há coisas importantes que ele não pode deixar de dar atenção, como a escolha do híbrido certo, com alto potencial produtivo adaptado para a sua região, velocidade e cuidados no plantio, a população exata e distribuição de plantas, etc., afinal, estes são os fatores de produção que estão nas mãos dos agricultores.
 
Outro desafio para o ano na agricultura brasileira, citado por Antônio Franciscon é a questão do Manejo Integrado de Pragas, o qual a DuPont Pioneer tem demonstrado grande interesse em indicar aos produtores quais as melhores técnicas e produtos, para que eles obtenham os melhores resultados com os híbridos e cultivares marca Pioneer®.
 
Para assistir a entrevista na íntegra, clique aqui.
Fonte: