Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

23/04/2014

Demanda externa pela carne de Mato Grosso é positiva

O Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) informou, nesta terça-feira, que confirmando as expectativas, a demanda externa por carne bovina Mato-Grossense foi positiva no primeiro trimestre de 2014, registrando recordes para o período. No contexto da arrecadação, as indústrias frigoríficas do Estado venderam US$ 300,64 milhões no primeiro trimestre de 2014, um valor 13,41% menor que o valor do quarto trimestre de 2013, porém, 33,86% maior que o do primeiro trimestre de 2013. Em volume, os resultados também são positivos e registraram o melhor volume da história para o período, isto é, 85,78 mil TEC. Esse volume embarcado no primeiro trimestre de 2014 é superior em 58,81% ao volume enviado ao exterior no primeiro trimestre de 2013, quando foram embarcadas 53,75 mil TEC.

Para o futuro se veem duas forças atuando no mercado, a primeira é a valorização do real frente ao dólar, reduzindo, do ponto de vista dos preços, a competitividade da carne bovina. A segunda força atuante provém das restrições nas respectivas ofertas de carne bovina dos principais concorrentes Mato-Grossenses e brasileiros no mercado internacional, favorecendo as indústrias frigoríficas aqui instaladas.

Quanto as exportações, o IMEA indica que os dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), referentes ao mês de março/14, revelaram uma queda na comparação mensal. Em março/14 o volume de miúdos bovinos exportado por Mato Grosso foi de 2,43 mil toneladas, variando negativamente 13,35% em relação ao mês de fevereiro/14, quando o total exportado foi de 2,80 mil toneladas. Analisando os principais destinos dos miúdos bovinos Mato-Grossense se vê pouca alteração, com o conjunto China, Hong Kong e Macau se mantendo como o principal importador do produto, registrando uma participação de 69,35% no mês de março/14. Um fato positivo que se observa são os crescentes volumes exportados para Egito e Tailândia, que na comparação mensal, entre março/14 e fevereiro/14, avançaram 14,37% e 100,88%, respectivamente. Com esse último resultado, o Egito e a Tailândia elevaram suas participações no total de miúdos exportados pelo Estado.
Fonte: