Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

02/05/2014

Balança comercial cresce

A balança comercial do agronegócio mato-grossense encerrou o primeiro trimestre deste ano com superávit (exportações maiores que importações) de mais de US$ 2,41 bilhões. O saldo atual é o resultado das vendas externas em US$ 3,33 bilhões e das importações de US$ 917 milhões e se mostra 8% acima do realizado na comparação no mesmo período do ano passado. Conforme dados divulgados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a diferença entre as exportações e importações passou de US$ 2,21 bilhões para US$ 2,41 bilhões. 

Mesmo com um desempenho positivo em março, quando Mato Grosso assumiu a liderança do ranking nacional dos maiores exportadores de produtos do agronegócio – a frente de São Paulo – o fechamento do trimestre mostrou leve recuo ante o mesmo intervalo do ano passado. Nestes três primeiros meses de 2014, as exportações do agro somaram receita de US$ 3,33 bilhões, ante US$ 3,36 bilhões, queda anual de 1%. São Paulo, maior exportador do agro no país, faturou US$ 4,28 bilhões ante US$ 4,83 bilhões, redução de 11,3%. 

Em março, o faturamento mensal da pauta agropecuária de Mato Grosso totalizou negócios de US$ 1,56 bilhão, 16,9% maior que em igual momento de 2013, US$ 1,33 bilhão. Neste mês, o Estado respondeu por quase 20% de tudo que foi movimentado na pauta agro do Brasil. São Paulo apresentou recuo de 17,2%. 

Neste trimestre, a complexa soja seguiu novamente como o principal produto exportado, o carro-chefe das exportações locais. Dos mais US$ 3,33 bilhões faturados, US$ 2,21 bilhões vieram deste segmento, 66,37%, sendo que US$ 1,80 bilhão em vendas apenas de soja em grão. Na comparação com o desempenho consolidado no acumulado de janeiro a março do ano passado, a receita do complexa soja aumentou 46,65% e da soja em grão, 71,23%. 

Entre as exportações totais do Estado, a receita atingiu, no primeiro trimestre, US$ 3,37 bilhões, recuo de 2,62% em relação ao realizado em igual período do ano passado, quando as vendas da pauta estadual atingiram US$ 3,46 bilhões.

BRASIL - Apesar do superávit acumulado em US$ 6,55 bilhões, houve queda de 1,7% das exportações agropecuárias nos três primeiros meses do ano. As importações também tiveram leve recuo, de 0,5%. Em março, no entanto, os resultados foram melhores do que no primeiro trimestre, com crescimento de 3,7% na comparação com o mesmo mês do ano passado, e queda mais expressiva das importações, de 7%. 

O carro-chefe das exportações do agronegócio brasileiro novamente foi o complexo soja (óleo, farelo e grão), com vendas externas de US$ 3,62 bilhões, valor 52,6% maior que o registrado em março de 2013. O segundo setor em geração de receita foi o de carnes, com vendas externas equivalentes a US$ 1,25 bilhão, valor 8,6% superior ao de março do ano passado. 
Fonte: