Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

06/05/2014

Negócios com soja continuam aquecidos em Mato Grosso, constata Imea

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária informou, esta tarde, que "mesmo com recorde produtivo nesta temporada, os preços da soja praticados em Mato Grosso apresentam-se bastante aquecidos até o momento. A média estadual para preços do grão de janeiro a abril deste ano permaneceu em R$ 54,00/sc, a maior média nominal histórica para esse período e R$ 8,00/sc maior que no mesmo período do ano passado. A valorização das cotações da commodity em Chicago, de 18% do início do ano até agora, em reflexo da forte demanda internacional e baixos estoques norte-americanos, acaba impactando positivamente sobre o mercado mato-grossense".

Os economistas apontam que "diferentemente do que ocorreu em 2013, quando os preços internos acabaram sendo muito influenciados pelos fundamentos internos, neste ano, mesmo com safra recorde, os fundamentos mais fortes sobre o mercado interno vêm do mercado internacional. Entretanto, os fundamentos de alta influenciados pelos estoques restritos nos Estados Unidos podem ser invertidos, caso a expectativa do mercado de aumento das importações de soja pelos Estados Unidos seja confirmada, o que pode interferir negativamente sobre as cotações internacionais. Caso isto ocorra, impactos negativos também podem ser sentidos nas cotações internas da soja. Em todo caso, se essa demanda norte-americana for confirmada, o Brasil, em especial Mato Grosso, é visado como o principal player ofertante destes envios".

Mercado interno
O IMEA concluiu ainda que, na última semana as cotações de soja no mercado mato-grossense apresentaram oscilações positivas até o meio da semana na maioria dos municípios do Estado. Traders afirmam que a maioria dos negócios firmou-se até a quarta-feira. Na quinta-feira, com o feriado nacional os negócios permaneceram estagnados.

Já no final da semana, as cotações internas sentiram forte reflexo da grande queda sofrida na Bolsa de Chicago e recuaram consideravelmente na maioria das regiões mato-grossenses. Em virtude desta grande queda, o mercado firmou poucos negócios no final da semana. A sexta-feira encerrou com o grão cotado a R$ 52,50/sc em Campo Novo do Parecis, R$ 54,00/sc em Diamantino e R$ 53,00/sc no município de Sinop. Na média do Estado, a variação semanal foi de -1,5% ou R$ 0,52/sc.
Fonte: