Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

03/07/2014

Para Sicredi “MT é a cereja do bolo”

O presidente-executivo do Sistema Sicredi, Ademar Schardong, classifica a economia mato-grossense e o desempenho do cooperativismo de crédito no Estado como destaques que se contrapõem ao quadro de retração dos principais indicadores brasileiros, como o Produto Interno Bruto (PIB) e a inflação. A avaliação do mercado financeiro regional foi feita pelo executivo, em Cuiabá, durante o 1º Encontro Interestadual de Conselheiros do Sicredi em Mato Grosso, Pará e Rondônia. A instituição financeira de crédito, líder na modalidade em Mato Grosso, reúne nove cooperativas na região, 300 mil associados e R$ 5,3 bilhões em ativos. 

“Mato Grosso é de fato hoje, tanto para o Sistema Sicredi, como para o mercado financeiro global, a cereja do bolo. É um Estado de potencial fantástico, alavancado pelo agronegócio, com uma capacidade de geração de riqueza incomensurável. Não por acaso, queremos ampliar nosso market share {posição no segmento de cooperativas) na região”, declara Schardong. 

Atualmente, um quinto de toda a movimentação do sistema financeiro, em Mato Grosso, passa por cooperativas da bandeira Sicredi. Em praças como Lucas do Rio Verde, médio norte do Estado, a participação de mercado chega a patamares de 70% a 80%. O desempenho é impulsionado pela expansão da adesão de associados às cooperativas no Centro-Oeste e Norte do país. Dados da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB/MT) apontam que um terço de todo o dinheiro que circula no Estado advém de operações feitas por cooperativas de crédito. 

Embalado pelas comemorações dos 25 anos de trajetória no Estado, o Sicredi sinaliza para metas ainda mais ousadas. De acordo com executivos do sistema, o foco da instituição é responder, sozinha, por 30% da movimentação financeira do Estado. 

“Estamos falando de algo para 2020 ou um futuro mais distante, mas de algo que é absolutamente possível. Nossa referência maior são países como Alemanha e Canadá, onde o cooperativismo de crédito é ainda mais forte. O Brasil e Mato Grosso já aprenderam que o caminho da cooperação financeira é sustentável econômico e socialmente. Estamos entusiasmados, sem perder o foco no trabalho e no atendimento diferenciado ao associado”, ressalta o presidente da Central Sicredi MT/PA/RO, João Carlos Spenthof. O executivo regional chama à atenção para indicadores positivos como o patrimônio líquido da instituição em Mato Grosso, que atingiu a marca histórica de R$ 1 bilhão no primeiro trimestre de 2014. ​
Fonte: