Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

31/07/2014

Híbrido marca Pioneer® 30F53 apresenta ótimos resultados na Safrinha

A escolha de um híbrido é a decisão de manejo mais importante dentre todas as que podem ser controladas pelo agricultor, se tornando um fator determinante para obtenção de altas produtividades na cultura do milho. Com esta visão, Ilmo Bolgenhagen, produtor da região de Rio Verde/GO, optou pelos híbridos marca Pioneer®, alcançando ótimas produtividades nesta safrinha em grandes áreas de plantio.
 
Segundo Ilmo, a escolha do híbrido se deu em função de algumas características, como alto teto produtivo e resposta ao manejo e uso de tecnologias. Com chuvas regulares, os híbridos 30F53, 30S31 e 30K75 responderam aos níveis de adubação, aos fungicidas e outras técnicas de manejo utilizadas na propriedade do senhor Bolgenhagen, chegando a produtividade de 197,85 sacos por hectare em 234,0 hectares plantados com o 30F53.
 
Para os híbridos 30S31 e 30K75 alcançou-se um resultado médio de 174,5 sacos por hectare em 650 hectares de plantio, um resultado muito expressivo para a safrinha, que tem se tecnificado cada vez mais, trazendo resultados significativos, assim como boas oportunidades de lucratividade aos produtores dedicados à cultura.
 
Na fazenda de Ilmo Bolgenhagen a evolução da produtividade tem sido crescente a cada ano. Para esta safrinha, ao final da colheita, a expectativa é alcançar uma média de 175 sacos por hectare. Já para o próximo ano, o desafio é colher acima de 200 sacos por hectare com o híbrido marca Pioneer® 30F53.

O híbrido 30F53 possui variáveis com as tecnologias Herculex I®, Optimum® Intrasect e Roudup Ready 2®. Como pontos fortes do híbrido estão: precocidade com estabilidade, elevado potencial produtivo, qualidade de grãos, elevada resposta ao manejo e ampla adaptação. Para este híbrido recomenda-se utilizar fungicidas para controle de Polissora e Phaeeospheria, cuidados em áreas com alta pressão de virose, evitar plantios de milho sobre milho e plantios no cedo para o leste de Goiás e Minas Gerais.


Fonte: