Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

05/08/2014

Pesquisa: 72% dos eleitores elegeriam um presidente comprometido com o agronegócio

Uma pesquisa inédita levantou a percepção da população urbana brasileira em relação ao perfil ideal de candidato à Presidência da República para o agronegócio. Ao todo, 72% dos entrevistados disseram que votariam em um candidato que desse maior atenção aos agricultores brasileiros.

Para 74,5% dos pesquisados, um presidente que não apoiar a produção de alimentos também não irá se importar com a qualidade de vida das pessoas. A pesquisa foi divulgada nesta segunda-feira (04.08) durante o 13º Congresso Brasileiro do Agronegócio, realizado em São Paulo.

O levantamento ouviu 600 pessoas de cinco capitais - Belém, Salvador, Goiânia, São Paulo e Porto Alegre. A pesquisa foi realizada pelo Instituto de Pesquisa IPESO.

Contudo, durante os questionamentos, os eleitores diferenciaram os três principais candidatos à Presidência da seguinte maneira:

Candidata à reeleição pelo PT, os pesquisados informaram que Dilma Rousseff conhece bem os problemas da agricultura brasileira; vai incentivar o consumo de etanol e biodiesel; irá aumentar o crédito para a produção de alimentos e reduzirá os impostos dos alimentos.

Sobre Aécio Neves, os entrevistados disseram que o candidato do PSDB, vai cuidar das estradas do interior do Brasil; irá modernizar os portos e armazéns e tornará o Brasil o maior exportador de alimentos do mundo.

A pesquisa também mostrou que Eduardo Campos, candidato pelo PSB, irá apoiar a agricultura e pecuária brasileira.

Além de traçar a imagem destes candidatos, o diretor geral do IPESO, Victor Trujillo, reforça que os pesquisados conseguiram apontar as diferenças entre eles a partir destas características do agronegócio.

“Os eleitores não acham que os candidatos são a mesma coisa em relação ao agronegócio. Se eu votar nesse ou naquele candidato eu terei uma preocupação diferente deste futuro presidente e esta é a percepção dos eleitores”, explicou.

O levantamento foi encomendado pela Associação Brasileira do Agronegócio e pelo Núcleo de Estudos do Agronegócio da ESPM. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).​
Fonte: