Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

15/08/2014

‘Agro’ soma US$ 9,9 bi

As exportações mato-grossenses de produtos agropecuários fecharam o acumulado dos sete primeiros meses do ano com faturamento de US$ 9,95 bilhões, cifras levemente acima do registrado em igual período do ano passado, quando os embarques renderam pouco mais de US$ 9,86 bilhões. Apesar de uma tímida expansão anual de 0,9%, Mato Grosso mantém a segunda posição do ranking nacional dos maiores exportadores do agro, conforme dados divulgados ontem pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
 
São Paulo lidera com receita de US$ 10,52 bilhões, 11,4% inferior ao contabilizado há um ano, e é responsável por 17,9% dos mais de US$ 58,71 bilhões faturados pelo Brasil de janeiro a julho deste ano. Mato Grosso participa com 17% do montante. Além desses dois estados, o ranking dos cinco maiores é completado por Paraná, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.
 
Por mais um mês, a comercialização do complexo soja, em especial, da soja em grão, foi determinante para a pauta estadual. Dos mais de US$ 9,95 bilhões faturados com as exportações do agro, US$ 8,02 bilhões foram gerados exclusivamente pelas vendas do complexo, que exibe expansão anual de 12,5% em relação ao faturamento contabilizado há um ano. Deste segmento, a soja em grão, foi o produto com maior evolução em receita, incremento de 15,68%, ao contabilizar US$ 6,45 bilhões em negócios de janeiro a julho. Em volume físico, o Estado embarcou até o mês passado 12,73 milhões de toneladas contra 10,47 milhões em igual período de 2013.
 
MENSAL – Mato Grosso encerrou julho também em segundo lugar, mesmo apresentando retração em relação ao faturamento em igual mês de 2013. No mês passado os embarques de produtos do agro somaram US$ 1,38 bilhão, queda de 8,6% em relação ao contabilizado em julho do ano passado quando as exportações geraram receita de US$ 1,51 bilhão. A retração se explica pela ausência do milho, já que no ano passado havia forte demanda pelo cereal, movimento que não se repetiu nesse ano. Na comparação entre as pautas de 2014 e 2013, o cereal encolheu o faturamento em mais de 55%, refletindo o freio da demanda internacional.
 
RANKING - Em julho de 2014, São Paulo permaneceu em primeiro lugar no ranking de exportações, com a cifra de US$ 1,62 bilhão. Em segundo, está Mato Grosso, com US$ 1,39 bilhão, seguido do Rio Grande do Sul com US$ 1,36 bilhão exportado. Em quarto lugar está o Paraná, com US$ 1,28 bilhão e por último, Minas Gerais, com US$ 740 milhões.
 
Com exceção de São Paulo e de Minas, cujo carro-chefe da pauta foram o complexo sucroalcooleiro e o café, respectivamente, o complexo soja sustentou as boas performances de Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul.
 
A balança comercial do agronegócio dos estados é feita mensalmente pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 
Fonte: