Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

16/08/2013

Agronegócio: Entre os grandes exportadores, MT foi o que mais cresceu

Marianna Peres
 
Cerca de US$ 200 milhões separaram São Paulo, líder nacional na exportação de produtores do agronegócio, no mês passado, de Mato Grosso, segundo colocado. Conforme dados divulgados na quinta-feira pela Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SRI/Mapa), a receita dos estados ficou bastante próxima: US$ 1,73 bilhão e US$ 1,51 bilhão, respectivamente. Enquanto o líder exibe retração de 16,4% em comparação com o mesmo mês do ano passado, Mato Grosso, maior produtor nacional de grãos e fibras, consolidou alta de 30,4% sobre igual momento de 2012, US$ 1,16 bilhão, a maior entre os grandes exportadores nacionais da pauta.
 
Ainda sobre os resultados da variação anual, o Estado deixou a quarta posição para assumir a segunda e ampliou sua participação no total nacional para 16,3% ante 13% em julho de 2012. A receita nacional cresceu, no mesmo intervalo, 3,57%.
 
No acumulado dos sete primeiros meses do ano, a expansão da receita mato-grossense no segmento de produtos do agronegócio se mantém a maior entre os grandes do país. De janeiro a julho o faturamento foi de US$ 9,86 bilhões - o que equivale a quase 94% de tudo que o Estado exportou neste ano  - , alta de 20,3% sobre o consolidado em 2012, US$ 8,20 bilhões. São Paulo que também lidera o ranking do faturamento do ano até o momento, teve crescimento de 15,2% e atingiu US$ 11,87 bilhões. Seguem Mato Grosso, Paraná (+2,4), Rio Grande do Sul (+14,5) e Minas Gerais (-2%).
 
Os dados referentes aos dois períodos - julho e o acumulado - foram divulgados ainda de forma parcial pelo Mapa na tarde da quinta-feira (15) e ainda não há detalhes dos produtos exportados. No entanto, conforme a análise da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), publicada na última terça-feira (13), soja e milho seguem sustentando a pauta de exportações e juntas, as commodities representam mais de 84% de todo faturamento contabilizado por Mato Grosso nos últimos sete meses.
 
Mesmo perdendo espaço para o milho segunda safra, o complexo soja se mantém o carro-chefe das exportações estaduais. Até julho responde por 70,96% dos mais de US$ 10,05 bilhões faturados. O complexo (grão, óleo e farelo) soma US$ 7,13 bilhões, com alta de 7,49% nos preços negociados e de 1,23% no volume físico embarcado. Ainda nesta pauta, a soja em grão responde por 55,49% do faturamento total. Farelo e óleo operam em retração frente a igual momento de 2012, -19,38% e -41,86% em volume físico.
 
O milho vem em segundo lugar com faturamento de US$ 1,38 bilhão, ou 13,81% do total. Em cifras o faturamento anual cresceu 257,57% e o volume embarcado, 225,21%. As carnes (bovina, aves e suínos) vêm em terceiro lugar, respondendo por 9% da pauta e receita de US$ 906,20 milhões, 28,25% de alta na comparação anual.
 
BRASIL - As exportações brasileiras do agronegócio, em julho deste ano, foram de US$ 9,30 bilhões. Esse montante representa incremento de 3,6% em relação ao mesmo período de 2012, quando as vendas do setor somaram US$ 8,98 bilhões. As importações aumentaram de US$ 1,22 bilhão para US$ 1,51 bilhão. Desta forma, o saldo da balança comercial do agronegócio foi positivo no período, de US$ 7,79 bilhões.
 
 
Fonte: