Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

08/09/2014

Representantes da Embaixada dos EUA e do USDA conhecem agricultura de MT

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) recebeu representantes da Embaixada dos Estados Unidos para uma reunião informativa. O ministro-conselheiro do Departamento de Agricultura (USDA) no Escritório de Assuntos Agrícolas da embaixada, Robert K. Hoff, acredita que as informações ajudarão a apresentar o Brasil para seus conterrâneos.
 
“Muitas pessoas têm uma imagem defasada do Brasil. Quando posso, gosto de falar sobre o país com informações atualizadas”, disse. Ele contou que tinham muitas informações técnicas sobre o estado, que é o principal na produção agrícola do Brasil. “Mesmo assim, existiam dúvidas sobre legislação e outros temas, que foram respondidas”, falou.
 
Os representantes norte-americanos assistiram a uma apresentação sobre o trabalho da Aprosoja-MT e também sobre a agricultura em Mato Grosso, feita pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). O gerente de Planejamento da associação, Cid Sanches, explicou o início da produção agrícola no estado, a criação e os projetos da entidade e as leis ambientais e trabalhistas.
 
O superintendente do Imea, Otávio Celidônio, apresentou um panorama da agricultura mato-grossense, com todas as suas potencialidades e seus desafios. Para Roberto Hoff, cada país tem suas dificuldades e deve-se trabalhar para sana-las. “O Brasil tem todos os ingredientes naturais para continuar crescendo, mas precisa focar mais em infraestrutura”, disse o ministro-conselheiro do USDA. Para ele, este é o ponto para a diminuição no custo do transporte. “Sabemos nos próximos anos o Brasil será um produtor chave e nós (Estados Unidos) seremos outro para resguardar a segurança alimentar mundial”, finalizou Robert K. Hoff.
 
Também participaram da reunião a adida da Agricultura norte-americana, Laura J. Geller, o economista do USDA, Nicolas Rubio, e o gestor do Imea, Angelo Ozelame.
 
Fonte: