Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

19/09/2014

Valorização da arroba do boi gordo causa disparada no preço do bezerro

A valorização da arroba do boi gordo está interferindo no mercado de bezerro. Os criadores de São Paulo vão buscar os animais cada vez mais longe das propriedades, mas nem assim conseguem escapar da alta.

O pecuarista Sérgio Przepiorka pagou quase R$ 1,1 mil por bezerro. O produtor, que trabalha com engorda de gado em Rancharia, no oeste de São Paulo, diz que nunca viu um preço tão elevado. Essa é a realidade os pecuaristas de todo o estado enfrentam ao fazer a reposição do rebanho. A oferta de produto é pequena e o valor é alto.

“Quando você comprar na Bahia, no Tocantins ou no Pará, o pessoal pede um bezerro lá em cima. Você vai pagar frete e imposto. Vai chegar aqui a R$ 1,2 mil. Vamos falar para dar-se por satisfeito porque aqui não tem mesmo”, diz Przepiorka.

Com a oferta em baixa, o preço disparou e está batendo recordes históricos. O valor do bezerro nelore de oito a 12 meses registrado pelo Centro de Economia Aplicada da USP (Cepea) no último dia 16 atingiu o maior patamar desde que o centro começou a acompanhar o mercado do boi, em 2000, quando foi registrada a cotação de R$ 1.087,73.

A alta na arroba do boi gordo é resultado de um ano com chuvas escassas e pastagens secas, além do aumento nas exportações. Já a alta no preço dos bezerros é consequência do aquecimento do mercado. Para o analista de mercado Junio Ambrosio, outro fator importante é a falta de matrizes.

“Há vários anos, como a carne vinha muito barata, a matança de fêmeas foi indiscriminada. Então, hoje está se sentindo o reflexo. Não tem mais bezerro no mercado para repor os bois gordos que estão indo para o frigorífico. Com a volta das chuvas nos meses de outubro e novembro, vai aumentar a procura por esses bezerros e não está tendo no mercado”, diz Ambrosio.
 
Fonte: