Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

23/09/2014

Carnes completam um semestre de preços em alta, diz FAO

De acordo com o índice geral de preços dos alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) em agosto passado as carnes completaram seis meses consecutivos de preços em alta.

Em agosto, o índice da FAO para as carnes atingiu 207,3 pontos, aumentando 1,22% em relação ao mês anterior e 13,65% na comparação com agosto de 2013. Mas não só isso. Desde abril (isto é, nos últimos cinco meses) os preços registrados vêm batendo recordes sucessivos, deixando agora à distância um recorde que permanecia insuperável há quase três anos (189,7 pontos em novembro de 2011).

Tem mais, porém: o pequeno ganho das carnes em relação ao índice geral observado em julho se acentuou no mês passado e agora é quase 5,5% superior (índice geral: 196,6 pontos; carnes 207,3 pontos). Isso não ocorria desde a crise econômica de 2008/09. Nesse período o preço das carnes chegou a ficar mais de 25% aquém do preço geral dos alimentos.

Conforme a FAO, é a carne bovina quem mais vem contribuindo para a evolução de preços das carnes. Em agosto, por exemplo, o preço do produto registrou incremento de 5,23% sobre o mês anterior e de 27,32% sobre agosto de 2013.

Os preços da carne de frango também evoluem, mas de forma bem mais moderada. Assim, de julho para agosto aumentaram apenas 0,36%, enquanto em relação ao mesmo mês do ano passado a evolução foi de 3,54%.

Embora apresentem evolução anual positiva, as carnes suína e ovina, que completam o índice de preços das carnes, enfrentaram redução de julho para agosto. A suína, de 2,27%; a ovina, de 3,28%.

 

Fonte: