Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

25/09/2014

Na região, 5% da soja já foi semeada

Há pouco mais de uma semana teve fim o Vazio Sanitário da soja – período de três meses em que o plantio da oleaginosa é proibido em todo o Estado. Com a liberação, muitos produtores aproveitaram as boas condições para iniciar o plantio. Os dados do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seab) mostram que, até ontem, já havia sido plantado 5% da área estimada para a região de Campo Mourão.

A variação em hectares em relação à última safra deve ser pequena, crescimento de apenas 1%. Na safra 2013/14 foram plantados 603,3 mil hectares e agora a área deve chegar a 610 mil hectares. No Paraná o crescimento deverá ser um pouco maior, 5% se comparado com o mesmo período do ano passado, totalizando 5,04 milhões de hectares. “O plantio das culturas de verão se intensificou nos últimos dias, as condições climáticas e a boa umidade no solo vêm favorecendo a germinação das lavouras recém-implantadas”, relata no boletim diário do órgão o economista do Deral de Campo Mourão, Anderson dos Santos.

A expectativa em termos de produção é que haja um aumento de 4%, passando de 1,9 mil toneladas para 2,01 mil toneladas na região. No Paraná, a previsão do Deral é de que sejam colhidas 17,14 milhões de toneladas do grão, 18% a mais. Se o clima continuar ajudando, o rendimento também deve ser superior ao do ciclo anterior, passando de 3,2 mil quilos por hectare para 3,3 mil quilos por hectare na área de abrangência do Núcleo Regional – aumento de 3%. A produtividade média esperada para o Estado nesta safra é de 3,3 mil quilos por hectare, contra 2,9 mil quilos por hectare contabilizado no período 2013/14.

 

Queda no milho

Assim como na soja, o clima também tem sido favorável para quem optou pelo milho. A cultura já está em fase final de semeadura, com 80% da área plantada, mas a expectativa é de queda no espaço destinado para a commodity. Na região, deve haver uma redução de 6%, caindo de 21,3 mil hectares para 20 mil hectares. O principal motivo do crescimento da área de soja sobre o milho é o preço que segue em baixa. No caso da soja, mesmo com a redução, o valor pago pela saca ainda é rentável.

De acordo com o Deral, a saca de 60 kg de soja é negociada hoje na região por R$ 52,50, apenas 20 centavos a menos do que na média estadual apontada em R$ 52,67. O milho está saindo a R$ 17,00 a saca de 60 quilos em Campo Mourão e R$ 17,94 na média do Paraná.

 

Fonte: