Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

16/10/2014

Irrigação avança no Noroeste do RS

A irrigação está presente em um número cada vez maior de propriedades no Noroeste gaúcho. A oportunidade de evitar perdas, potencializar a renda e melhorar a qualidade de vida por meio desta tecnologia foi estendida a centenas de famílias assistidas pela Emater/RS-Ascar, em mais de 40 municípios da região administrativa de Santa Rosa. 

No Estado, a cada 10 anos, sete apresentam déficit hídrico. O volume de chuva ao longo do ano é maior do que o necessário para muitas culturas, no entanto, essas precipitações não são bem distribuídas. A deficiência hídrica, quando ocorre, é geralmente de dezembro a março, meses de intensa produção agropecuária. Diante disso é preciso armazenar água nos períodos de maior precipitação, que geralmente ocorrem de maio a outubro. Para irrigar, é preciso armazenar.

Segundo o assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, engenheiro agrônomo Marco André Junges, nos últimos três anos, 303 produtores prepararam açudes para esta finalidade: foram 127 regulamentados, 139 em construção e 37 ampliados. “Quando falamos em irrigação, 397 famílias foram beneficiadas, sendo 385 com a implantação de sistemas, cinco com regularização e sete com ampliação”, afirma.

Destes 397 sistemas, a maior parte - 313 casos - foi instalado em pastagens devido à importância da atividade leiteira na região, que contempla uma produção média anual de 631, 2 milhões de litros de leite. A mesorregião do Noroeste do Rio Grande do Sul é a que mais cresceu em produção de leite entre 2000 e 2012 no Brasil. Outros 39 foram implantados em áreas de milho, 21 em olerícolas, 14 em fruticultura, sete em alfafa, dois em soja e um em feijão. A área total que passou a ser irrigada já chega a mais de 1.388 hectares.

Para tanto, 259 extensionistas responsáveis pela elaboração de projetos foram capacitados, em áreas como açudagem, elaboração de projetos de aspersão convencional, autopropelido, gotejamento e georreferenciamento.

Interessados em instalar sistemas de irrigação devem contatar a Emater/RS-Ascar para o levantamento do perfil e das necessidades da propriedade e, diante da viabilidade, posterior elaboração do projeto.

Fonte: