Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

20/10/2014

Porto de Rio Grande, no RS, passa a exportar soja em contêineres

A soja passou a ser exportada dentro de contêineres no Porto de Rio Grande, no sul do Rio Grande do Sul. A vantagem em relação ao transporte feito normalmente a granel, nos porões de grandes navios, é que o custo do frete é mais baixo e permite a venda de um volume menor de grãos.

O movimento de cargas no maior porto gaúcho aumentou 6% nos primeiros oito meses deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. Para atrair cargas em um cenário de retração da economia, terminais estão apostando em novas estratégias.

A soja é o principal produto de exportação do estado. Em navios, segue para outros países, principalmente a China. Nesta safra, até agora, 6 milhões de toneladas já foram exportadas. O porto de Rio Grande está apostando em uma novidade para ampliar o mercado da soja gaúcha com o transporte em contêineres.

Uma parceria foi firmada entre a Cesa, a empresa que opera a linha férrea e o terminal de contêineres. A soja será centralizada em Cruz Alta nos silos da Companhia Estadual. Lá, os contêineres serão colocados em trens, que seguirão até o porto de Rio Grande para os embarques.

Cada contêiner leva 25 toneladas, enquanto um navio transporta 80 mil toneladas. Com menos quantidade, os produtores gaúchos poderão vender para clientes interessados em encomendas mais reduzidas e com maior garantia de entrega. Os custos com o frete são mais baratos, já que os contêineres vindos da Ásia até os portos brasileiros voltam vazios.

“Passa a ser uma ferramenta para que esses produtores – grandes ou pequenos – possam atingir mercados com envios semanais, com mais segurança e menos perdas no transporte na cadeia logística. O contêiner passa a ser uma embalagem muito segura”, diz o diretor do Terminal de Contêineres de Rio Grande, Paulo Bertinetti.

Em 2010, o porto realizou embarques experimentais de soja em contêineres. Atualmente, frango, fumo e calçados são as principais cargas movimentadas pelo terminal de contêineres de Rio Grande.

Fonte: