Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

20/11/2014

Expedição Safra faz lançamento oficial em terminal da Seara

A Expedição Safra realiza nesta quinta-feira (20) lançamento oficial da sondagem sobre a produção de soja e milho 2014/15 em Marialva. O local escolhido é o novo terminal intermodal da Seara Agronegócios, que vai embarcar grãos em comboios para transporte ferroviário até Paranaguá.
 
Técnicos e jornalistas da Expedição estão na estrada desde outubro para avaliar as condições e o tamanho da produção de soja e milho do Brasil. Já percorreram o Sul do país, os Estados Unidos e o Paraguai. Nas próximas semanas, vão conferir o plantio no Centro-Oeste, no Sudeste e no Centro-Norte do Brasil.
 
O lançamento vai mostrar o diagnóstico da safra de verão para este momento. Nesta semana, uma equipe de campo percorre os Campos Gerais do Paraná e a região da soja (Sul) de São Paulo.
 
O local de lançamento reforça o caráter técnico do projeto, que tem feito um mapeamento da logística de escoamento dos grãos, percorrendo portos, estações de transbordo de cargas em hidrovias e ferrovias de Norte a Sul do país. A Seara Agronegócios é parceira do projeto, contribuindo com informações logísticas e acompanhando parte dos roteiros.
 
O novo terminal multimodal da Seara está em operação há quase dois meses e, pela primeira vez, vai abrir as portas ao público. A unidade tem capacidade imediata para movimentar 2,5 milhões de toneladas de grãos ao ano e se destaca pela alta tecnologia instalada. Os participantes interessados em conhecer a estrutura poderão fazer uma visita guiada na empresa.
 
 
Roteiro
 
Entre terça-feira, 18, e quinta-feira, 20, uma das equipes da Expedição acompanha os trabalhos de plantio e o desenvolvimento das lavouras em Castro e Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. Em seguida, técnicos e jornalistas seguem para a região de Itaberá e Cândido Mota, no estado de São Paulo. Após o lançamento do projeto, os expedicionários ainda cumprem agenda técnica de campo em Maringá, para avaliar o impacto da seca nas plantações e apurar o tamanho da área replantada na região.
 
Fonte: