Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

26/08/2013

Governo gaúcho dispõe de linha de financiamento para irrigação

Os agropecuáristas gaúchos que desejarem aprimorar a estrutura de suas lavouras, implementando ou ampliando o sistema de irrigação, podem conhecer, durante a 36ª Expointer, o programa "Mais Água, Mais Renda" do governo do Estado. O projeto da Secretaria Estadual da Agricultura (Seapa) disponibiliza linhas de investimento, via Banrisul, para os produtores.
 
 - É o nosso programa prioritário. Não é o que tem o maior volume de recursos, mas é o mais estratégico. Se o produtor estabelecer um trabalho de irrigação, primeiro de tudo, estará seguro. E, em segundo, porque a área irrigada duplica, às vezes até triplica ou até mesmo quadriplica a produção - diz o superintendente da Unidade de Negócios Rurais do Banrisul, Carlos Roberto Barbieri.
 
Segundo Barbieri, esse ganho de produtividade pode proporcionar a quitação de todo o investimento.
 
- Irrigar uma lavoura, de fato, custa caro. Mas, pelo programa, o produtor tem três anos para pagar e, no quarto, conta com auxílio do Estado. E, até lá, já obteve o retorno suficiente para arcar com todos os custos - adianta.
 
O "Mais Água, Mais Renda" viabiliza qualquer investimento relacionado aos sistemas de irrigação, construção e ampliação de açudes, cisternas e aquisição de máquinas e equipamentos destinados à captação e distribuição de água.
 
 - Iremos fazer em três anos o que levaria cerca de trinta para ser realizado, é o maior programa de financiamento do gênero do Brasil - comemora o Secretário Adjunto da Seapa, Cláudio Fioreze.
 
As linhas de finaciamento
 
Para pequenos produtores, agricultores e pecuaristas familiares, o financiamento é de até 100%, para médios 75% e grandes até 50%. Sobre os juros para quitação, Barbieri garante que são considerados negativos, ou seja, abaixo da inflação prevista para o mesmo período.
 
Neste sentido, há limites para o financiamento. Para até R$ 130 mil, o prazo é de 10 anos, incluída carência de três, com juros variáveis de 1% a 2%. Em investimentos de até R$ 300 mil, o limite de quitação chega há oito anos, com mais três, e juros de 4,5%. E, no caso de até R$ 1,3 milhão ocorre o incentivo financeiro de até R$ 500 mil. O período para pagamento será de até 12 anos, com juros de 3,5%.
 
Por fim, para a aquisição de máquina e equipamentos novos para irrigação, de fabricação nacional, o limite é de até 100%, dependendo da capacidade de pagamento do produtor. Também há incentivo de até meio milhão. O prazo de quitação é de 10 anos, sem carência, e com juros variando de 3% a 3,5%.
 
Barbieri explica que existe uma equipe disponível para auxiliar na elaboração das propostas pelo financiamento. Cerca de 30 profissionais estão preparados para atender aos visitantes no estande do Banrisul, na área 52 do Parque Assis Brasil.
 
 
Fonte: