Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

29/08/2013

Cresce 20,04% a relação entre área plantada de soja e milho

Com os municípios da região oeste encerrando a colheita do milho na última semana, Mato Grosso fecha a segunda safra com uma produtividade de 102sc/ha (sacas por hectare), uma área plantada de 3,6 milhões de hectares, correspondendo a 45,6% da área de soja, e uma produção que ultrapassa 21,9 milhões de toneladas, a maior da história do milho no estado. Os dados foram divulgados na segunda (26-08), pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA).
 
Os números de produtividade do Imea confirmam os dados da enquete realizada no site da Aprosoja no último mês, onde pouco mais de 51% dos agricultores afirmaram que colheram entre 100 e 120sc/ha ou mais de 120sc/ha, e menos de 49% dizem ter colhido entre 80 e 100sc/ha, ou menos de 80sc/ha.
 
Ainda segundo o Imea, houve uma revisão nos dados da safra 2011/2012. Naquela safra, a área foi de 2,99 milhões de hectares, correspondendo a 37,89% da área de soja, a produção para 18,5 milhões de toneladas e a produtividade para 103sc/ha, apontando uma redução de 1sc/ha para este ano.
 
Segundo Cid Sanches, gerente de projetos da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), a alteração pode ter sido influenciada tanto pela tecnologia aplicada como pelas pequenas variações climáticas, mas a redução é considerada irrelevante frente ao aumento de 20,04% na área plantada. "Esses dados mostram que o produtor arriscou mais, provavelmente plantou áreas que ainda não haviam sido utilizadas para milho e, consequentemente, a produção aumentou em 3,4 milhões de toneladas de um ano para outro."
 
Os números crescentes de segunda safra também podem ser justificados pelas condições financeiras do agricultor que pode investir mais, pela otimização na utilização dos equipamentos e mão de obra que não ficam parados até a próxima safra, e pelas condições climáticas dos dois últimos anos. "As boas safras de soja tem dado ao produtor condição de investir no plantio do milho, e o clima de 2012 e 2013 fez a produtividade de milho bater recordes, em relação à produtividade dos três anos anteriores, que não chegava à média de 80sc/ha", explicou Luiz Nery Ribas, diretor técnico da Aprosoja.
 
Já a diferença crescente na área é representativa, principalmente no médio-norte que tem apostado no plantio do milho. Em 2010, a relação de área plantada entre milho e soja, na região, era de 32,71%, em 2011, pulou para 50,51%, e em 2013, corresponde a 58,87%. "Alguns municípios dessa região estão plantando mais de 80% da área de soja com milho na segunda safra", pontua.
 
 
Fonte: