Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

13/01/2015

Arroba da vaca valoriza 35,9% em 2014


A demanda elevada e oferta restrita de fêmeas para o abate foram responsáveis pelo aumento do preço da arroba da vaca no decorrer de 2014 em Mato Grosso. A alta foi de 35,9% entre janeiro e dezembro do ano passado, sendo 2,6 pontos percentuais a mais que a arroba do boi, de acordo com informações do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Para o gerente de projetos da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Fabio da Silva, o último ano foi marcado por recuperação de preços no setor. Para ele, houve um incentivo tímido para a realização de investimentos. "Mas é preciso salientar que a renda do pecuarista ainda não está boa. Isso porque, os custos de produção cresceram na mesma proporção que o preço da arroba".

A previsão, com o início de mais um ciclo de retenção de matrizes, é que a diferença do preço da vaca e do boi permaneça ou até mesmo diminua. Para se ter uma ideia, esse indicador reduziu de 10,35% em 2013 para 7,71% em 2014.

Silva explica que o aumento dos preços é resultado da queda nos abates de fêmeas e da demanda elevada pela carne bovina. "Os pecuaristas estão retendo as matrizes para repor o rebanho", diz.

Dessa forma, a proporção de fêmeas encaminhadas aos frigoríficos em 2014 ficou em 44,62%, enquanto em 2013 elas representavam 45,78% do total abatido no Estado. Essa menor quantia, dentre outros motivos, foi consequência da expressiva valorização da reposição. O bezerro de ano, por exemplo, custou R$ 823,23/cab. em janeiro de 2014, e R$ 1.124,23/cab. em dezembro do mesmo ano -  uma valorização de 36,57%.
Fonte: