Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

02/09/2013

Soja 13/14: MT terá maior expansão

​Mato Grosso será mais líder do que nunca na produção nacional de soja e tem tudo para se manter a maior na oferta nacional de grãos em 2014. A busca por mais um recorde começa no próximo mês com o plantio da safra 2013/14 de soja que por mais um ano consecutivo promete recorde em área plantada e produção. Estimativa da Céleres Consultoria mostra que o Estado terá a maior expansão de área e garantirá sozinho cerca de um terço da projeção de crescimento espacial para a cultura no Brasil que deve acrescentar 1,34 milhão de hectares. Cerca de 515 mil somente de Mato Grosso.
 
De acordo com o 1º acompanhamento da Céleres para a safra brasileira de soja serão cultivados no Brasil 29,2 milhões de hectares (ha), com crescimento de 4,8% em comparação com a safra passada. Considerando a tendência de crescimento da produtividade das últimas quinze safras, a produção projetada para a safra 2013/14 deve totalizar 85,2 milhões de toneladas (t), crescimento de 4,9% em comparação com a safra 2012/13. Dentro desse contexto, Mato Grosso será o estado com a maior expansão de área em 2013/14, com +515 mil ha, seguido por Goiás (+125 mil hectares) e Maranhão (+115 mil hectares).
 
Como destaca o CEO da Consultoria, Anderson Galvão, "em Mato Grosso, o processo de conversão de pastagens, sobretudo no Vale do Araguaia, foi por nós detectado como o principal fator de crescimento da área cultivada com soja". Em 2013/14, a área semeada no Mato Grosso deve atingir 8,3 milhões ha, representando 28% do plantio previsto. "De forma consolidada, o Centro-Oeste e Nordeste representarão cerca de 55% da área total semeada com soja, evidenciando o processo de consolidação da oleaginosa na fronteira agrícola brasileira".
 
Se as estimativas se confirmarem, Mato Grosso emplaca a sétima expansão seguida de área plantada. Dentro dos números da Céleres, a superfície estará 6,6% maior e a produção 10,8% superior, já que devem ser colhidas 25,70 milhões t ante 23,19 milhões t.
 
MERCADO - Considerando a simulação de paridade de exportação de soja com base em abril/maio de 2014 com preços em Chicago num patamar próximo de US$ 120/bushel, a margem operacional bruta com a produção de soja no Brasil deve ficar em patamares médios entre R$ 306 e R$ 850 por hectare. "Embora tal intervalo tenha apresentado recuo em relação à estimativa do ano passado, trata-se ainda de um nível de margem que estimula a expansão da cultura", aponta Galvão.
 
A desvalorização recente do real frente ao dólar norte-americano minimiza - ao menos parcialmente - o recuo observado nas cotações da soja negociada em Chicago. "Porém, é fundamental que a taxa de câmbio permaneça com viés de desvalorização no momento da colheita e da liquidação dos contratos antecipados feitos pelos agricultores". Como o setor sempre alerta, o perigo é plantar com dólar alto - que encere mais os custos de produção - e na colheita, que simboliza o momento da venda da commodity, o dólar cair.
 
 
Autor:
Marianna Peres

Fonte: