Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

03/02/2015

PR: consumo de energia elétrica no setor rural cresceu 8,2% em 2014


A população rural paranaense registrou o maior crescimento entre as classes de consumo da energia elétrica atendidas pela Copel, na comparação dos dados de 2014 com o ano anterior. A classe rural consumiu durante o ano um volume 8,2% maior de energia elétrica, contra uma média de 5,6% registrado no mercado cativo da Companhia. Levando-se em conta a estabilidade registrada no número de ligações, este índice representa diferença ainda maior, em relação às demais categorias de consumo.

Em números absolutos, a atividade rural responde por 9,3% do consumo dos municípios atendidos, sendo o quarto mercado da concessionária, atrás dos setores residencial, industrial e comercial. Na avaliação da área de estudo de mercado da Copel Distribuição, a produção agropecuária tem se beneficiado do aumento de produção e ganho de produtividade nas culturas estaduais, principalmente no segmento soja e milho, que elevou o poder de compra do agricultor, o que trouxe reflexos para o consumo de energia. Nos últimos dez anos, a classe teve crescimento médio de 4% ao ano, chegando ao patamar de 503,4 kWh/mês por unidade consumidora.

O período foi acompanhado pela ampliação do acesso à energia elétrica: só entre os anos de 2011 e 2014, a Copel investiu R$ 80 milhões na realização de 24.226 novas ligações no campo, por meio da construção de 3.379 quilômetros de redes. Em junho de 2014, o Paraná atingiu a universalização do serviço, que hoje atende 372.464 propriedades. “Sabemos que a energia elétrica no campo hoje é um insumo essencial para o desenvolvimento econômico e social das famílias, por isso trabalhamos com dedicação no atendimento às demandas do setor”, afirma o diretor de Distribuição da Copel, Vlademir Santo Daleffe.

INCENTIVO – A partir deste mês de fevereiro, produtores que trabalham com irrigação e aquicultura terão um novo incentivo. Quem buscar inscrição nas tarifas que reduzem o custo da energia elétrica consumida durante a noite pelos equipamentos destinados a estas atividades terá isenção na instalação do medidor que registra o consumo, de acordo com o horário de utilização. A instalação gratuita do equipamento foi regulamentada pela Agência Nacional de Energia Elétrica, pela Resolução 620/2014.

As tarifas concedem descontos de até 70% na energia elétrica consumida no horário das 21h30 às 6h, e hoje já beneficiam 4 mil propriedades rurais no estado. Os agricultores paranaenses atendidos pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) podem obter ainda mais vantagens na adesão à tarifa, com melhores condições no custeio da extensão de rede necessária para efetuar a ligação de energia.
Fonte: