Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

16/02/2015

Aprosoja quer expansão de hidrovia Paraguai-Paraná até Cáceres

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) articulou uma audiência entre o vice-governador Carlos Fávaro e representantes de um pool de empresas que realiza a navegação comercial na hidrovia Paraguai-Paraná para avaliar a possiblidade de ampliação do serviço até Cáceres. A reunião ocorreu na última semana, no Palácio Paiaguás, e terminou com a garantia de o governo ser parceiro na viabilização do empreendimento.

A empresa americana InterBarge, a terceira em navegação na hidrovia - no eixo entre Corumbá (MS) e Rosário, na Argentina -, pleiteia a liberação para que suas barcaças possam trafegar desde o porto de Santo Antônio das Lendas, em Cáceres, até Corumbá, ampliando a capacidade logística da região oeste de Mato Grosso. Seus representantes solicitaram o apoio do governo do Estado, endossada pelos agricultores de soja e milho.

No momento, está sendo realizado o Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA), pela Universidade Federal do Paraná, para construção de uma estação de transbordo no porto de Santo Antônio das Lendas.

“Iniciamos o trabalho em 2007 e verificamos que já havia navegação na hidrovia, porém, não confiável. Faltava uma companhia eficiente que pudesse fazer a navegação com segurança. Hoje, ainda queremos expandir esse potencial”, comentou um dos representantes da empresa, Diego Azqueta.

O vice-governador reconheceu que Mato Grosso ainda está adormecido em relação à infraestrutura de logística, embora seja campeão na produção de várias culturas, além da pecuária. “Mato Grosso tem um potencial tão gigante que não é uma saída logística que vai resolver, mas a união de todas elas, e sem derrubar uma só árvore podemos fazer. Basta a competitividade logística aparecer. E essa hidrovia já está pronta, não podemos mais dispensar isso”, ponderou.

Fávaro garantiu que da parte do governo a empresa pode ter certeza de encontrar um aliado para empreender a expansão. “Depois disso, temos certeza de que a região sudoeste de Mato Grosso vai se tornar grande produtora também”, reforçou anunciando que o corredor entre a região do Chapadão dos Parecis (leste), no município de Porto Estrela, e a cidade de Cáceres será finalizado pelo governo em pouco tempo. Ele também garantiu que os recursos serão investidos em logística mais prontamente em regiões onde houver maior potencial de desenvolvimento.

“Por parte da Aprosoja, nos comprometemos em mobilizar os produtores para garantir volume de carga à navegação. É o chamado ganha-ganha: o produtor ganha em produtividade e a empresa, em garantia de carga”, comentou o presidente da Aprosoja, Ricardo Tomczyk. “Nosso objetivo é trabalhar junto para poder fazer o desenvolvimento do Estado”, finalizou.

 

Fonte: