Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

03/03/2015

SENAR vai fazer parceria com a Caixa Econômica para ampliar serviços de assistência técnica

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) vai fazer uma parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF) para ampliar os serviços oferecidos aos produtores rurais com o programa de Assistência Técnica Gerencial com Meritocracia, que a entidade já desenvolve em vários Estados. A informação foi transmitida ontem (02) aos Superintendentes do SENAR pelo secretário executivo, Daniel Carrara, durante videoconferência que contou com a participação do coordenador do programa, Matheus Ferreira, e do gerente de Clientes e Negócios da CEF, André Prates.

A ideia é que o SENAR seja um agente de elaboração de projetos de Assistência Técnica direcionados a pequenos e médios produtores e também um executor de outras demandas sobre o mesmo assunto que chegam ao banco. “Nossas entidades, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o SENAR e o Instituto CNA, já negociam uma ampla parceria com a Caixa Econômica Federal, que envolve outros projetos. No caso específico da Assistência Técnica, as Administrações Regionais também terão que firmar convênios individuais com a Caixa”, explicou Daniel Carrara.

A Caixa Econômica Federal vem financiando a agropecuária brasileira já há alguns anos. Trabalha com referenciais de produção – quanto o produtor gasta, quanto produz e quanto vende, com base em informações, principalmente, da Conab. A parceria com o SENAR vai ampliar as possibilidades de liberação de crédito ao produtor. “Vislumbramos com o SENAR a oportunidade de liberar um crédito mais qualificado e orientado ao pequeno e médio produtor rural. Quanto mais próximo da realidade de produção nos Estados a Caixa chegar, mais fácil será definir valores que podem ser emprestados”, destacou André Prates.

“Com certeza o nosso programa de Assistência Técnica vai auxiliar a Caixa na definição dos referenciais de produção”, afirmou o coordenador Matheus Ferreira. Segundo ele, serão priorizados os projetos de cadeias produtivas que os Estados já estão trabalhando. “Ao mesmo tempo, vamos levantar aquelas que podem ser atendidas com financiamento.”

A primeira capacitação de supervisores e técnicos de Assistência Técnica das regionais do SENAR, em elaboração de projetos, deve acontecer nos dias 31 de março e 1º de abril, em Brasília. E a entidade deve lançar, ainda no primeiro semestre, o Manual de Assistência Técnica Gerencial. “A unidade na metodologia é a nossa fortaleza. É o que garante qualidade no trabalho que o SENAR desenvolve há 24 anos. Assim será também com a Assistência Técnica que nossa entidade vai levar em breve a todo o País”, concluiu Daniel Carrara ao encerrar a videoconferência.

Programa do SENAR

O Programa de Assistência Técnica e Gerencial com Meritocracia foi criado pelo sistema CNA/SENAR buscando sanar a lacuna existente no Brasil nessa área. Segundo dados do Censo Agropecuário de 2006 do IBGE, apenas 9,3% dos produtores rurais receberam visitas regularmente.

Em virtude da sua capilaridade, a estrutura nacional do SENAR será capaz de abranger todos os municípios brasileiros, de forma a promover a formação profissional das pessoas que vivem e/ou trabalham no campo, além de proporcionar acesso pelos produtores rurais a um modelo de assistência técnica associado à consultoria gerencial, permitindo mudanças efetivas no ambiente das empresas rurais. O objetivo é formar 10 mil profissionais para atuarem em programas de Assistência Técnica e Extensão Rural no Brasil.

As cadeias produtivas trabalhadas inicialmente serão: Pecuária de leite, Pecuária de Corte, Heveicultura, Horticultura, Ovinocaprinocultura, Suinocultura, Piscicultura, Apicultura, ILPF, Fruticultura e Agricultura Orgânica.

 

Fonte: