Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

06/03/2015

Soja tem cenário positivo para a colheita no Rio Grande do Sul


A colheita de soja será aberta neste mês com uma expectativa positiva de produção recorde no Rio Grande do Sul. No último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção gaúcha do grão deve chegar a 14,15 milhões de toneladas. Os preços, mesmo com a queda em relação ao ano passado, ainda estão acima da média. Hoje a cotação do grão é de R$ 65,00 a saca no Porto de Rio Grande.

Este cenário estará em debate na 26ª Edição do Fórum Nacional da Soja, que ocorre a partir das 9h do dia 10 de março durante a Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque (RS). O evento é promovido pela Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS) com o apoio da Cotrijal e CCGL. Conforme o presidente da entidade, Paulo Pires, era esperada uma queda maior de preços. “Estamos com valores acima do final do ano passado. Temos preços regulares e uma expectativa de uma safra muito boa”, salienta.

Apesar da cautela em relação à economia, Pires acredita que o produtor está animado com o resultado da safra. Na avaliação do presidente da FecoAgro/RS, esta será a safra mais uniforme dos últimos tempos. Sobre os custos de produção, o dirigente ressalta que ainda não trouxe reflexos nesta safra, mas deverá pesar para os produtores de trigo no inverno e para o próximo período de verão. “As lavouras de soja ainda foram formadas com o dólar mais baixo. Temos a última lavoura deste período com os custos mais baixos e sinalizando bons preços”, explica.

As tendências técnicas e de mercado serão discutidas no Fórum, que terá a participação do pesquisador e diretor do Instituto Incia, Elmar Luiz Floss, que falará sobre ecofisiologia e manejo da soja para altos rendimentos, do membro do Conselho da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros e da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), André Esteves, que apresenta os desafios e oportunidades do cenário econômico atual, e  do engenheiro agrônomo e doutor em Economia Aplicada, Alexandre Mendonça de Barros, que aborda as perspectivas dos mercados de soja e milho no curto e médio prazo.

 

Fonte: