Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

26/03/2015

Reta final da colheita da soja em Mato Grosso do Sul


O quinto maior produtor de soja do país tem 95% da colheita da safra 2014/2015 concluída. O número equivale a 2,1 milhões de hectares do total da área plantada de 2,3 milhões de hectares em Mato Grosso do Sul. Os dados foram divulgados pelo Siga – Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio, ferramenta da Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja e Milho de MS. Se o clima favorecer, a safra de soja deverá estar concluída em dez dias.

O Sul do Estado é a região mais adiantada com a colheita. Os municípios de Vicentina, Laguna Caarapã, Juti, Itaporã, Dourados e Douradina já retiraram todo o grão da lavoura. Aral Moreira e Amambai registram 99% da área colhida e Caarapó aparece com 98%. Já na região Norte, Costa Rica e Chapadão do Sul avançam 97% e Nova Alvorada do Sul está com 96%.

O clima, a altitude e outras características específicas da região Norte fez com que houvesse um atraso no início da colheita. “Por questões técnicas existe essa diferença no desenvolvimento das lavouras entre as duas regiões. Enquanto no dia 26 de setembro, cinco municípios da região Sul iniciaram a semeadura, no Norte do Estado apenas três plantavam. No dia 3 de outubro, o Sul registrava 2,5% e o Norte não atingia 0,5% de área plantada”, explica o analista técnico da Aprosoja/MS, Leonardo Carlotto.

De acordo com o Consórcio Antiferrugem da Embrapa, a sanidade das lavouras se mantém estável. São 19 ocorrências de casos de ferrugem asiática registradas até o momento, sendo que a última ocorrência da doença foi no mês de janeiro deste ano. Se concluída dentro do tempo previsto pela equipe técnica, o atraso na colheita da safra 2014/2015 será de aproximadamente 5% se comparado ao ciclo 2013/2014, quando os trabalhos foram encerrados em 24 de março.

 

Fonte: