Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

01/04/2015

Programa ABC capacita profissionais


O Capacita ABC, programa de capacitação de técnicos multiplicadores, analistas bancários e projetistas, foi lançado oficialmente nesta terça-feira (31), em evento realizado na sede do BNDES, no Rio de Janeiro. O projeto é fruto de um acordo de cooperação técnica firmado em agosto de 2014 entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o BNDES, a Embrapa, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Brasileiro de Ciência Bancária (IBCB), a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Associação Brasileira de Instituições financeiras de Desenvolvimento (ABDE).
 
O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, Caio Rocha, explica que o Programa ABC viabiliza o cumprimento das metas pactuadas a partir da Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC), em 2009.
 
Os participantes da iniciativa são capacitados para a criação de roteiros de projetos técnicos customizados por tipo de empreendimento apoiável, microrregião e bioma do Brasil. O projeto ainda capacita Agentes Financeiros repassadores de recursos do BNDES para a elaboração, análise e enquadramento de projetos técnicos agropecuários passíveis de apoio financeiro no âmbito do Programa ABC. 
 

Sistemas de produção sustentável
 
A meta é formar 1,2 mil técnicos multiplicadores, analistas bancários e projetistas. Os conteúdos do Capacita ABC são linha de crédito, tecnologias, tais como a Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD), a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF), o Sistema Plantio Direto na palha (SPD), Florestas Plantadas (FP), entre outros temas do Programa ABC. O primeiro curso, destinado a multiplicadores, foi realizado em fevereiro deste ano.
 
Segundo Rocha, há carência de conhecimento técnico sobre as tecnologias para a Agricultura de Baixo Carbono em todos os níveis. “Queremos preparar os técnicos e as instituições para melhor avaliar as propostas de projetos oriundas do setor agropecuário, agilizar a aprovação dos projetos e aumentar a adoção dessas tecnologias. O Senar é responsável pelo treinamento de multiplicadores, projetistas e analistas. A capacitação é uma ótima ferramenta para a grande mudança em termos da adoção de novas práticas e sistemas sustentáveis de produção, conforme preconizado pelo ABC”, disse o secretário Caio Rocha.

 

Fonte: