Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

09/09/2013

Mais de 7,8 milhões de toneladas de soja já foram escoadas pelo porto

​Na tarde da sexta (6), integrando a programação do processo de interiorização do governo do Estado em Rio Grande, a Superintendência do Porto (Suprg) apresentou o balanço do escoamento do Plano Safra 2012/2013. Conforme dados divulgados pelo superintendente do Porto rio-grandino, Dirceu Lopes, até quinta-feira, 7.815.704 toneladas de soja foram escoadas pelo porto. E a estimativa é que chegue a 9 milhões de toneladas.
 
De acordo com o diretor-superintendente dos terminais Termasa/Tergrasa, Guilhermo Dawson Jr, agora o escoamento da produção gaúcha está mais calmo e deve ocorrer ainda por mais 45 dias com volumes significativos. Atualmente, o porto rio-grandino ocupa o 1º lugar no Brasil e o sétimo lugar no mundo em eficiência portuária para movimentação de grãos, segundo a Suprg.
 
"A Metade Sul, durante muito tempo, foi vista como um problema, mas hoje vivemos um momento diferente. Temos qualificação, uma estrutura naval em pleno desenvolvimento e o exemplo do Porto do Rio Grande", disse o governador Tarso Genro, ressaltando que este é um momento de afirmação e celebração. "Temos uma política estratégica para o desenvolvimento portuário e esta celebração deve ser compartilhada, já que os índices não são atingidos de graça", destacou.
 
O agendamento prévio da descarga dos caminhões nos terminais, já implantada com sucesso em anos anteriores, foi uma medida que contribuiu para o sucesso no escoamento da safra deste ano, que é recorde.
 
O secretário de Infraestrutura e Logística do Estado, Caleb de Oliveira, disse que o trabalho realizado pelo porto acontece de forma integrada e engrandece o Estado. "O Rio Grande do Sul superou todas as críticas de que não teria condições de escoar toda safra do Estado. Este é um exemplo de superação e eficiência de um dos principais portos do Brasil", disse.
 
 
Fonte: