Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

09/04/2015

Crescimento das exportações para Ásia favorece saldo de março

As fortes elevações dos embarques para mercados da Ásia influenciaram positivamente o resultado alcançado pelos exportadores de carne de frango no mês de março, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Ao todo, foram 112,5 mil toneladas embarcadas para a região, resultado 19% superior ao registrado em março de 2014.

Se destacaram, neste contexto, as exportações para a China e para Hong Kong, que registram, respectivamente, 42% e 5% de elevação no mês, com 24,8 mil toneladas e 26,2 mil toneladas.
 
“Se somarmos os embarques para os dois destinos de exportação, a China se consolida como nosso segundo maior mercado importador”, destaca o vice-presidente de aves da ABPA, Ricardo Santin.

Com estes números, a Ásia se aproxima da liderança no ranking dos maiores importadores. Atualmente, o Oriente Médio é o principal destino das exportações brasileiras de carne de frango, totalizando 120,8 mil toneladas em março (+4,7% em relação ao terceiro mês do ano passado).

Outros países também influenciaram o saldo dos embarques de março. Conforme dados levantados pela entidade, somente os 10 mercados que apresentaram maior taxa de crescimento foram responsáveis pelo acréscimo de 48,2 mil toneladas no saldo geral das exportações. No topo desta lista está a Arábia Saudita, que importou no mês 60,5 mil toneladas, 10,1 mil toneladas a mais (ou 20% de crescimento) na comparação com março do ano passado.

No total de março, foram exportadas 348,9 mil toneladas embarcadas (considerando produtos inteiros, cortes, salgados, processados e enchidos), resultado 7% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. Na receita em reais, o crescimento chegou a 29,1%, com R$ 1,818 bilhão.  Já em dólares, houve queda de 4,4%, com US$ 579,3 milhões.

“Retomamos o fluxo das exportações que haviam sido afetadas pela greve dos caminhoneiros em fevereiro, e praticamente zeramos as perdas em toneladas acumuladas no primeiro bimestre”, ressalta Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

Trimestre -  Com o resultado obtido em março, as exportações de carne de frango chegaram a 928,6 mil toneladas embarcadas no primeiro trimestre deste ano, desempenho apenas 0,26% inferior em comparação com o mesmo período de 2014. Na receita cambial, houve redução de -8,4% no saldo geral acumulado, atingindo US$ 1,591 bilhão no período. Já em Reais, o resultado é positivo em 11,5%, com R$ 4,579 bilhões.

Os cortes de frangos continuam como principal produto da pauta. Foram, ao todo, 536,4 mil toneladas exportadas nos três primeiros meses deste ano (+7,1%). Em seguida, vieram frangos inteiros, com 295,6 mil toneladas (-9,1%), carnes salgadas, com 41,1 mil toneladas (-0,5%), processados, com 37,1 mil toneladas (-6,3%) e enchidos, com 18,2 mil toneladas (-23,2%).

No trimestre (excluindo embutidos), o Oriente Médio importou 336,9 mil toneladas, resultado 1,5% superior ao registrado no mesmo período de 2014.  Segundo maior importador, a Ásia foi responsável pelos embarques de 278,3 mil toneladas (+2,9%). Para a África, terceiro maior destino, foram exportadas 117,9 mil toneladas (-5,9%). A União Europeia, no quarto posto, importou 92,5 mil toneladas (-8,3%). Para os países das Américas foram embarcadas 62,4 mil toneladas (+6,1). Por fim, para os países da Europa extra União Europeia e para a Oceania foram exportadas, respectivamente, 21,5 mil toneladas (+13,2) e 639,9 toneladas (+19,4%).
Fonte: