Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

17/04/2015

SENAR: cursos gratuitos ensinam técnicas para melhorar a qualidade do rebanho suíno


Santa Catarina é o maior exportador e um dos maiores produtores de suínos do Brasil. O estado possuiu aproximadamente 200 mil estabelecimentos rurais, com plantéis permanentes formados por 7,5 milhões de suínos. Por essa importância econômica, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) oferece, por meio do Programa de Capacitações Tecnológicas em Suinocultura no portal de Educação a Distância, uma oportunidade única para profissionais com formação técnica ou superior em alguma área ligada às Ciências Agrárias interessados no setor.

O programa oferece dois diferentes cursos gratuitos que estão com matrículas abertas: assuntos gerais em suinocultura e produção na suinocultura. Os interessados precisam acessar o portal http://ead.senar.org.br/cursos para fazer a matrícula.

Os programas de capacitações tecnológicas da EaD SENAR são ideais para o profissional que deseja e precisa se atualizar mas não tem como frequentar as aulas presenciais. De acordo com o superintendente do SENAR Santa Catarina, Gilmar Antônio Zanluchi, a proposta é disseminar técnicas que reduzam os custos e aumentem a produtividade. “Todos os cursos são gratuitos e a distância, o que facilita adaptação e comodidade para o participante que pode acessar as aulas quando for mais conveniente, cumprindo carga horária e respeitando o prazo de conclusão de cada curso”, observa.

O presidente do Conselho Administrativo do SENAR/SC, José Zeferino Pedrozo, realça que o órgão tornou-se “uma grande escola que ultrapassa os limites da sala de aula porque vai ao encontro do aluno, no campo, levando formação profissional gratuita e de qualidade nas comunidades rurais, empresas e propriedades agropecuárias. Somos a escola de maior capilaridade no território catarinense porque estamos em todas as microrregiões”, expõe o presidente.


SETOR

O Brasil é o 4º maior exportador mundial de carne suína. Em 2014, o suíno vivo bateu recordes históricos de preços no País e os produtores exportaram mais de US$ 1,5 bilhão, um crescimento de 16,9% em relação ao ano anterior. Em 2015, a expectativa é de que o mercado de suínos continue aquecido, com baixos custos de produção e preços remuneradores para os suinocultores.

 

Fonte: