Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

08/05/2015

RS: vigilância em propriedades e fronteiras está entre prioridades


O subgrupo de avanço de status sanitário que trata sobre a febre aftosa esteve reunido na manhã de quarta-feira (6), na superintendência do Ministério da Agricultura em Porto Alegre.  A discussão faz parte de um grande grupo que trabalha para viabilizar o avanço do status sanitário do setor de produção animal do Rio Grande do Sul.

Conforme o coordenador do subgrupo, Bernardo Todeschini, do Ministério da Agricultura, os trabalhos estão em fase de definição de pontos críticos para prevenção e estratégias de operacionalização, além da atribuição de responsabilidades. O grupo está trabalhando em medidas que são fundamentais para a prevenção da febre aftosa no RS independentemente da existência da vacinação. “Nós já temos o conhecimento de que não há circulação do vírus da doença no estado. Nosso trabalho agora é prevenir o ingresso.”

Por isso Todeschini reitera que a vigilância em propriedades e em fronteiras é fundamental. “E os processos devem estar definidos antes de qualquer passo à frente”. Dentro deste segmento estão os fluxos de identificação animal, colheita e envio de amostras e também procedimentos em caso de emergência.

O Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal atuou na proposição dos grupos de trabalho e vem integrando os subgrupos, através dos Conselhos Técnicos Operacionais. O presidente do Fundo, Rogério Kerber, afirma que “nos últimos anos o setor produtivo e o serviço oficial progrediram em diversos pontos, faltando apenas consolidar algumas medidas para garantir o avanço do status gaúcho”.

 

Fonte: