Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

11/09/2013

Safra tem aumentado acima do previsto, comemora ministro

Na manhã desta terça-feira, 10 de setembro, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, comemorou o resultado positivo da produção agrícola durante a apresentação do 12º levantamento da safra 2012/13 realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
 
“O que nos entusiasma muito é que a safra brasileira tem aumentado acima do previsto. Temos uma safra de 187,09 milhões de toneladas e isto nos surpreende de uma forma extremamente positiva. A produção tem aumentado em cima da produtividade e nós tivemos um crescimento três vezes maior na produção do que na área plantada, isso demonstra que está aumentando a qualidade dos nossos produtos e garantindo uma exportação cada vez maior”, colocou Andrade.
 
O Brasil deverá colher este ano 187,09 milhões de toneladas de grãos. O número é 12,6% superior à safra 2011/12, quando atingiu 166,20 milhões de toneladas. Em relação à estimativa de área plantada, o valor estimado para esta safra é de 53,34 milhões de hectares, 4,8% (2,46 milhões de hectares) maior que a cultivada em 2011/12, que totalizou 50,89 milhões de hectares.
 
Saiba mais
 
O destaque da temporada foi a soja, com crescimento de 10,7% (2,68 milhões de hectares), passando de 25,04 para 27,72 milhões de hectares, e para o milho segunda safra, com aumento de 18,1% (1,38 milhão de hectares), passando de 7,62 para quase 9 milhões de hectares. A área plantada com milho, primeira e segunda safra, totaliza 15,90 milhões de hectares, ou seja, crescimento de 4,8% (726,5 mil hectares).
 
Houve aumento também nas culturas de amendoim primeira safra (5,1%), feijão terceira safra (9,6%), sorgo (1,9%) e triticale (2,3%) e as demais culturas tiveram redução na área cultivada. O milho 1ª safra contabiliza decréscimo de 8,6% (651,7 mil hectares), e o feijão (total), redução de 4,6% (148,9 mil hectares), com a maior perda na cultura de primeira safra, com menos 9,2% (114,2 mil hectares). Com informações da Conab.
 
 
Fonte: