Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

29/05/2015

Comissão do Senado aprova projeto que cria ZPE em Sorriso (MT)


A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado Federal aprovou, nesta quarta-feira (27), projeto de autoria do senador José Medeiros (PPS-MT), que dispõe sobre a criação de Zona de Processamento de Exportação (ZPE) no município de Sorriso (395 km ao Norte de Cuiabá), maior produtor de soja do mundo. “A criação de uma ZPE na cidade representará um estímulo importante para o desenvolvimento econômico da região. Será um grande avanço para o Mato Grosso”, afirmou o senador, por meio de sua assessoria.

Para José Medeiros, Sorriso atende ao principal requisito exigido para a criação de uma ZPE, que é localização privilegiada para exportação. Medeiros explica que o município se encontra em posição central no Estado de Mato Grosso e já faz o escoamento da produção com destino ao exterior, o que poderá ser facilitado com o asfaltamento da BR-163 até Santarém (PA). "A aprovação do projeto dinamizará não só a economia do município, mas também do seu entorno, estimulando a agregação de valor a uma produção já consolidada", acrescenta Medeiros.

O relator da matéria, senador Wellington Fagundes (PR), apresentou parecer favorável à proposição e afirmou que a ZPE de Sorriso contribuirá para a geração de renda e emprego. “A instalação da ZPE vai plenamente ao encontro dos interesses econômicos nacionais. A agregação de valor às exportações contribuirá tanto para a geração de renda e empregos, estimulando o desenvolvimento regional, quanto para o aumento do superávit comercial brasileiro”, destacou.

José Medeiros lembrou que na apresentação do projeto, no início do ano, conversou com o prefeito de Sorriso, Dilceu Rossato, sobre a importância da criação da ZPE, e ouviu do prefeito se tratar de uma reivindicação antiga do município e que, entre outras coisas, a ZPE “vai alavancar o desenvolvimento da região”.

O texto segue agora para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), em decisão terminativa.

 

Fonte: