Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

08/06/2015

Acrimat quer agilidade na operação


O Plano Agrícola e Pecuário (PAP) para safra 2015/16 foi recebido de forma positiva pela Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), principalmente por não ter havido retrocessos nas linhas e no volume ofertado se comparado ao plano anterior. A expectativa do setor, agora, é quanto a operacionalização do crédito, no tempo que de fato os recursos estarão disponíveis.

No que se refere especificamente à pecuária, o governo federal manteve os limites adicionais de financiamento de custeio e de investimento em estímulo aos processos de engorda em sistema de confinamento, com prazo de seis meses, e à aquisição de matrizes e reprodutores bovinos e bubalinos, com prazo de cinco anos, incluídos dois de carência. O PAP foi anunciado na última terça-feira (2), pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Para o superintendente da Acrimat, Olmir Cividini, “são ferramentas importantes para que o criador promova investimentos na atividade”. O PAP prevê também a manutenção da linha de retenção de matrizes para evitar o descarte precoce, com prazo de financiamento de até três anos para pagamento.

PLEITO - Entre as principais reclamações dos pecuaristas, detectadas durante o Acrimat e Ação, evento itinerante que passou por 30 municípios mato-grossenses nos meses de abril e maio deste ano, está a dificuldade de acesso aos financiamentos. “Mais importante do que o anúncio do PAP, que trouxe acréscimo de 20% na oferta total de recursos, é que o dinheiro chegue aonde deve chegar, nas mãos do produtor”.

 

Fonte: