Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

11/06/2015

Porto de Paranaguá bate recorde diário de exportação


Um dos três berços do Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá bateu o recorde diário de produtividade nesta terça-feira (9). Ao longo de um período de 24 horas, foram embarcadas 50,5 mil toneladas de soja pelo berço 214. Os shiploaders tiveram produção efetiva de 1,206 mil toneladas por hora no período. O recorde anterior era de cerca de 40 mil toneladas.

O carregamento foi feito no navio Krousson, que tem capacidade para 63,5 mil toneladas e terminou de ser carregado na manhã desta quarta-feira (10).

Ao todo, o complexo do Corredor de Exportação teve produção de 99 mil toneladas ao longo desta terça-feira (09). O cálculo leva em conta a operação de três berços que escoam soja, farelo, milho e trigo.

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, a marca evidencia os investimentos feitos em produtividade no complexo graneleiro. “Queremos dar as melhores condições aos usuários do porto, com a maior produção no menor tempo possível de atracação”, afirma.

Nos últimos quatro anos foram investidos R$ 511 milhões em obras para manutenção, ampliação e melhorias nos portos paranaenses.

“Os investimentos fazem parte da meta de modernizar cada vez mais os portos do Paraná para torná-los mais eficientes”, explica o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino.

Nos primeiros meses do ano, dois novos shiploaders foram inaugurados no porto, com capacidade nominal de carregamento 33% superior aos equipamentos antigos. Até o final de 2015, outros dois carregadores entrarão em funcionamento no Corredor de Exportação.

GRÃOS – Com o pico da safra, o Porto de Paranaguá tem produzido a níveis recordes nos primeiros dias de junho. Em nove dias de carregamento, o Corredor de Exportação movimentou 710 mil toneladas de grãos.

Para os próximos meses, o ritmo das exportações deve se manter em alta. Somente nos berços Corredor de Exportação devem ser escoadas 2,4 milhões de toneladas de grãos em junho, 2,2 milhões de toneladas em julho e outras 2,2 milhões de toneladas em agosto, somando um total de 6,8 milhões de toneladas de grãos no trimestre. “Apesar do período de chuvas no começo do ano, conseguimos recuperar os níveis de exportação de soja e farelo a partir de abril”, completa o diretor comercial da Appa, Lourenço Fregonese.

Ele ressalta que o recorde de carregamento diário reflete o bom momento que o setor produtivo atravessa no campo para esta safra.
Fonte: