Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

12/06/2015

"É preciso foco para vender o amanhã", diz especialista


Parece confuso, mas é simples. O agricultor colhe o milho safrinha hoje, já pensando no próximo ciclo da soja. O mercado está exigente e cobra cada vez mais eficiência e agilidade. Em meio à pressão e com o bombardeio de informações, manter o foco é o principal desafio para quem produz. O assunto foi abordado por um dos mais importantes especialistas em marketing do agronegócio, José Luiz Tejon, que ministrou palestra no Circuito Aprosoja, para mais de 700 pessoas,  na noite desta quarta-feira (10), no Tatersal do Parque de Exposições, em Maracaju.

Esta é a quinta cidade que recebe o ciclo de palestras realizado pela Aprosoja/MS - Associação de Produtores de Soja e Milho de MS este ano. O evento é co-realizado pelo sindicato rural do município e conta com o apoio da Fundems - Fundo para o Desenvolvimento das Culturas de Milho e Soja.  Uma ação conjunta que leva aos produtores rurais de Mato Grosso do Sul informações sobre tendência de mercado, técnicas no cultivo de grãos e agora inova com o tema que apresenta para agricultores e pecuaristas práticas para garantir boas vendas.

Em se tratando de conhecimento, o agricultor ou pecuarista de hoje precisa entender de genética, de legislação, de tributação, de política de meteorologia entre outros assuntos que estão diretamente ligados à rotina na propriedade e no pós-porteira. "Apenas 11% da população mundial é engajada o suficiente para produzir e vender mais. Isso quer dizer que a maioria das pessoas não possui metas traçadas, por falta de conhecimento, produz mas não sabe criar valor a matéria prima e consequentemente vendê-las", explica Tejon.

De acordo com o especialista, vivemos a 'agrossociedade', que nada mais é a junção do campo e cidade. "As pessoas estão mais conscientes dos alimentos e preocupadas com o meio ambiente. Os jovens investem em tecnologia, para produzir mais em menor área. Com capacidade sensitiva aguçada, as mulheres se tornam líderes", a agricultura de sustentabilidade intensiva, novo formato do setor produtivo no Brasil.

Para o presidente do sindicato rural de Maracaju, Juliano Schmaedecke, o Circuito é uma ferramenta esclarecedora para produtores rurais da região. "Somos bons em plantar e criar e agora buscamos a excelência em negociação. Muito bom ver a casa cheia de pessoas na sede de conhecimento. O evento foi um presente para a cidade que completa 91 anos nesta quinta-feira (11) e fechou com chave de ouro a programação de palestras da 47ª Expomara, Exposição Agropecuária do município", ressalta o presidente, durante abertura.

Luiz Alberto Morais Novais, presidente da Fundação MS e diretor da Aprosoja/MS , representando o presidente da entidade, Mauricio Saito, fez uma reflexão do quanto mudou a imagem da produção rural na visão das pessoas. "Há dez anos, não ouvíamos tantas notícias sobre o agronegócio como hoje, que ele é pauta em diferentes setores dentro da sociedade. A tecnologia, a sustentabilidade e a eficiência deram peso ao setor produtivo no país", encerrou.

A próxima etapa do Circuito será em Coxim, dia 10 de julho, e em Rio Brilhante, dia 25 de julho. Ambas receberão a palestra do Fernando Muraro Jr., analista financeiro da AgRural.

Fonte: