Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

25/06/2015

Dia Internacional do Leite foi comemorado nesta quarta-feira


24 de Junho é a data em que se comemora o Dia Internacional do Leite.  Ela foi criada em 2001, pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), com o objetivo de lembrar a população sobre a importação dos lácteos para a saúde alimentar. Considerada a maior fonte de cálcio para o ser humano, o leite é rico em proteína, gordura e carboidrato. De acordo com a FAO, o leite contém inúmeros nutrientes tais como o cálcio, magnésio e vitamina B12 que contribuem para a redução de doenças, como osteoporose, câncer colorretal e diabetes tipo 2.

Em 2014, Brasil foi o 4º maior produtor mundial de leite com 35,6 bilhões de litros, atrás dos Estados Unidos, Índia e China, no ranking mundial. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o maior estado produtor de leite é Minas Gerais que responde por 27,18% de participação no mercado brasileiro, com 9,3 bilhões de litros. Em seguida vem o Rio Grande do Sul com 4,5 bilhões de litros e 13,16% de participação. Números do IBGE revelam que o crescimento médio em 10 anos da produção total do produto brasileiro é de 4,1% e o consumo de lácteos per capita foi de 3,3%.

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) mostrou que, em maio de 2015, o Brasil exportou mais de US$13,5 milhões em lácteos. No período, o produto mais vendido foi o leite em pó, que somou US$10,4 milhões e 3,0 mil toneladas. Os principais compradores dos produtos lácteos brasileiros, em valor, foram Venezuela, Arábia Saudita e Angola.

Apesar de apresentar fatores de produção em abundância, o sucesso alcançado nas outras cadeias (bovinos, suínos e aves) ainda não refletiu integralmente no setor lácteo. “Nós estamos trabalhando para ampliar o consumo interno e abrir novos mercados para o produto. Desenvolvemos o projeto de melhoria da competitividade do setor lácteo brasileiro, junto com o MAPA, indústria, EMBRAPA e as cooperativas, que visa o crescimento do país com geração de renda para todos os elos da cadeia da pecuária de leite”, explicou o assessor técnico da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA, Carlos Magno.

 

Fonte: