Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

01/07/2015

MT: prazo para comunicar vacina se encerra no próximo dia 10


Os pecuaristas de Mato Grosso têm até o dia 10 de julho para comunicar a vacinação do rebanho bovino de fêmeas contra a brucelose. A campanha de vacinação do primeiro semestre terminou nesta terça-feira (30) e previa imunizar um rebanho estimado em 1,3 milhão de cabeças, considerando animais entre três e oito meses. Na última etapa, o índice de vacinação atingiu 95,45% do rebanho. Conforme o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT), 80% das propriedades rurais do Estado cumpriram com a obrigação de imunizar o rebanho.

As bezerras deverão receber a marca com a letra V, acompanhada do algarismo final do ano da vacinação, no lado esquerdo da cara, exemplo V5. É proibida a vacinação em machos de qualquer idade e de fêmeas com idade superior a oito meses. A aplicação da vacina deve ser feita por médico veterinário ou vacinador sob sua supervisão.

O médico veterinário e gerente de Relações Institucionais da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Nilton Mesquita, alerta para a necessidade de manter os animais livres da doença. Conforme ele, é interessante para o Estado a erradicação da doença, pois sem registros dela se pode agregar valor à comercialização da carne mato-grossense. Ele explica que a brucelose é uma doença que interfere na fertilidade do rebanho e pode ser transmitida para o homem, portanto, é uma zoonose.

A comunicação da vacinação do rebanho deve ser feita junto ao Indea/MT. Os pecuaristas que não registrarem a imunização dos animais terão que pagar 2,25 UPF-MT (Unidade Padrão Fiscal em Mato Grosso) por animal não vacinado, aproximadamente R$ 243 por cabeça. Além disso, o produtor perde o direito de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA), necessária para a comercialização do rebanho.

Em 2014, foi feita a coleta de material de fêmeas acima de 24 meses de idade para um novo estudo sorológico, realizado pelo Laboratório de Apoio a Saúde Animal (Lasa) e pelo Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro), em Pedro Leopoldo, Minas Gerais. A análise deve ser concluída no final deste ano, e então, serão apresentados dados atuais da prevalência da brucelose em Mato Grosso.

A doença

A brucelose é uma zoonose, causada pela bactéria Brucella abortus, está disseminada por todo o território nacional. Atinge tanto o gado de corte como o de leite e afeta a população de bovinos e bubalinos. A vacina utilizada é a B19.

 

Fonte: