Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

03/07/2015

Embarques de carne de frango in natura superam recorde mantido há mais de três anos


O último recorde nas exportações brasileiras de carne de frango in natura – 338.399 toneladas, segundo a SECEX/MDIC – ocorreu em maio de 2012. Portanto, há mais de três anos.

Acaba de ser superado, de forma espetacular, pelos embarques de junho passado. De forma espetacular – repete-se e ressalta-se – porque o volume alcançado – 371.328 toneladas – representou incremento de praticamente 10% sobre o recorde mantido desde 2012. E de 27% e 32% sobre, respectivamente, o mês anterior e o mesmo mês do ano passado.

Com esse resultado, o total exportado no semestre (sem considerar, ainda, industrializados e carne salgada – o que deve elevar os embarques de junho para mais de 400 mil toneladas) agora apresenta evolução positiva em relação a 2014, com aumento de 3,29% sobre o primeiro semestre de 2014. Só de produto in natura – fique claro.

O que não acompanhou – e já era esperado, pois a crise econômica estende-se internacionalmente – foi o preço médio, menos de 1% superior ao alcançado em maio passado. E como, junto com a crise, a valorização do dólar também segura os preços vigentes, o valor médio do mês continuou bastante inferior ao de junho de 2014, apresentando redução que ultrapassa os 15%.

Isso, é óbvio, interfere na receita cambial do produto. Por isso, mesmo superando-se todas as marcas no volume embarcado, o recorde na receita não foi batido. Ainda assim, os US$634 milhões arrecadados pela carne de frango in natura em junho tiveram importante significado para a balança do produto e do País, pois representaram aumento de 28% sobre o mês anterior e de 11,5% sobre junho de 2014. Isto sem contar que correspondem ao melhor resultado dos últimos oito meses.

 

Fonte: