Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

14/07/2015

Porto de Paranaguá registra aumento em 107% no recebimento de caminhões


O Pátio de Caminhões do Porto de Paranaguá registrou, durante o mês de junho, a entrada de 44,7 mil veículos para descarregar soja, farelo ou milho. O número representa um aumento de 107% em relação ao mesmo período de 2010, quando o pátio recebeu 21,5 mil veículos, e de 8,5% em relação o recorde anterior, registrado em maio de 2013 (com 33,7 mil caminhões). No acumulado do ano de 2015, o pátio de triagem do Porto de Paranaguá recebeu mais de 196 mil caminhões para descarga de grãos.

O aumento no movimento de caminhões se deve aos investimentos, de R$ 7,49 milhões, feitos pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), nos últimos anos, em melhorias no pátio de triagem – local que recebe os veículos e onde é feita a amostragem do produto antes do embarque e onde, ainda, os caminhoneiros podem descansar com segurança.

Foram feitas melhorias no acesso, para agilizar entrada e saída dos veículos, e no sistema de classificação dos produtos, o que reduz tempo de permanência dos caminhões no local e permite um rodízio de maior de veículos. Além disso, com essas melhorias, não há transtorno de tráfego de veículos na cidade de Paranaguá, mesmo em período de grande movimentação de carga.

Serviço público

“Diferentemente dos pátios de triagem dos Portos de Santos e São Francisco, que são privados e cobram do motorista a estadia, o nosso pátio é público e vamos com qualidade no atendimento ao usuário”, afirma o diretor-presidente da Appa, Luiz Henrique Dividino.

Os investimentos realizados nos últimos anos pela Appa são do Programa de Recuperação e Ampliação da Capacidade do Pátio de Triagem do Porto de Paranaguá. O local tem capacidade estática para abrigar até mil caminhões simultaneamente, mas, diariamente, passam pelo Pátio cerca de 2,5 mil caminhões, com o objetivo de descarregar grãos no período de safra.

Dividino conta que o Pátio foi construído na década de 1970 e que a última etapa da construção foi concluída em 1980. Desde então, as redes elétricas e hidráulicas eram as mesmas. Nos últimos quatro anos, retomamos os investimentos na segurança dos caminhoneiros”, destacou Dividino.

 

Fonte: