Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

10/08/2015

Alerta para a presença de Ferrugem asiática em soja voluntária no RS


O fungo Phakopsora pachyrhizi Sydow é favorecido por chuvas bem distribuídas e longos períodos de molhamento, associados a temperaturas entre 18°- 28°C. Depende de plantas suscetíveis para se desenvolver devido ao seu hábito biotrófico (nutre-se do tecido vivo das plantas).

Normalmente, o fungo não apresenta desenvolvimento na Região Sul, em função do frio no inverno que impossibilita a sobrevivência de plantas de soja.  Entretanto, neste inverno, em função das temperaturas amenas associadas a chuvas frequentes, tem-se encontrado plantas voluntárias de soja em lavouras de cobertura. Nessas plantas foram visualizados sintomas da Ferrugem Asiática da soja e nessas lesões foi observada abundante produção de esporos do fungo, como pode ser visualizado na imagem.
A presença de inóculo do fungo Phakopsora pachyrhizi na Região Sul, em meses que antecedem a semeadura da soja, é incomum. Visto que em anos normais, o desenvolvimento inicial da epidemia da Ferrugem asiática depende quase que exclusivamente do inóculo que se dissemina via o ar de outras regiões, como Centro-Oeste.

Essa condição indica o risco de que a epidemia da Ferrugem asiática se estabeleça mais cedo na região. Além disso, é importante considerar que os prognósticos climáticos indicam que a primavera terá temperatura e chuva acima da média histórica pela influência do fenômeno El niño. Outro fator que pode agravar o problema e contribuir para a incidência precoce deste fungo na região sul do Brasil é aumento de soja safrinha no Paraguai.

Assim, a combinação desses fatores traz o alerta aos produtores, para que façam monitoramento das lavouras e estejam preparados para iniciar a proteção das plantas de soja mais cedo.

Mônica Paula Debortoli, fitopatologista do Instituto Phytus. Engenheira agrônoma pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), mestre e doutora em engenharia agrícola pela mesma instituição.
Fonte: