Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

01/09/2015

Kátia Abreu: reunião interamericana de sanidade será um marco para agricultura brasileira


A ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) afirmou nesta segunda-feira (31) que a Reunião Interamericana de Serviços Nacionais de Sanidade Animal, Vegetal e Inocuidade dos Alimentos frente aos Desafios do Comércio Internacional (Risavia 2015)  representará um “marco” para a agricultura brasileira. O evento reunirá representantes de 36 países quarta (2) e quinta-feira (3) desta semana, no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

No evento, organizado pelo Mapa e pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), os países americanos debaterão formas de harmonizar medidas sanitárias e fitossanitárias com o objetivo de ganhar competitividade frente ao mercado global. Kátia Abreu recebeu na tarde desta segunda-feira o diretor-geral do IICA, Victor M. Villalobos, para discutir os detalhes da organização do evento.

“Vai ser um marco muito importante para a agricultura brasileira mostrar o trabalho sério de defesa animal que vem sendo feito aqui. Há também outros exemplos excelentes nas Américas que podem contribuir com todos”, disse a ministra, destacando ainda a importância de se manter um diálogo “permanente e profícuo” entre todos os países americanos.

Kátia Abreu afirmou que defesa animal e vegetal é a prioridade de sua gestão à frente do Mapa. “Com nosso clima tropical favorável a pragas e doenças, priorizamos a sanidade porque entendemos que é a razão de ser do ministério. Realizar esse evento aqui em Brasília significa muito para nós”, observou.

O diretor-geral do IICA elogiou o empenho do Brasil em fortalecer sua defesa agropecuária e afirmou que sanidade é um tema que “preocupa a todos”. “Não importa o tamanho do país, esse tema é sempre motivo de debate e de busca de soluções”, disse.

Risavia 2015

Na reunião, os representantes dos países devem trocar conhecimentos sobre os desafios e oportunidades para melhorar a sanidade agropecuária e a inocuidade dos alimentos. A partir de informações técnico-científicos e uso de tecnologias, os países poderão, além de fortalecer suas capacidades técnicas, chegar a novas medidas que lhe deem mais competitividade nos mercados.

A expectativa do Mapa e do IICA é de que os resultados do encontro sejam levados pela ministra Kátia Abreu, em novembro próximo, à reunião da Junta Interamericana de Agricultura (JIA), que ocorrerá em Cancun.

 

Fonte: