Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksInício / Media Center / Notícias

Notícias

20/10/2015

Plantio de soja vai até o anoitecer no Paraná e dispara no Mato Grosso


O início do horário de verão irá colaborar para o avanço do plantio da safra de grãos no Paraná. Em função dos atrasos das últimas semanas por conta das chuvas, os produtores estão aproveitando até o último resquício de sol para trabalhar. Na região de Campo Mourão, no Oeste do estado, em algumas propriedades é possível encontrar máquinas no campo até as 22 horas. De acordo com dados da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seab), a semeadura da soja se aproxima da metade dos 5,2 milhões de hectares, enquanto o milho já ocupa mais de 80% dos 440 mil hectares.

“A soja segue com plantio acelerado, devendo ficar poucas áreas a serem plantadas no final desta semana, principalmente às destinadas à produção de semente”, apontam os técnicos da Seab em Cascavel (Oeste), Jovir Vicentini Esser e Jovelino José Pertille, em boletim divulgado nesta segunda-feira (19).

“O tempo firme permitiu a intensificação dos trabalhos de plantio da soja, estima-se que até o momento cerca de 35% da área já foi implantada na região, ao contrário da estiagem ocorrida em outubro do ano passado em que apenas 5% da área havia sido plantada, este ano as condições climáticas tem sido favoráveis e os trabalhos desenvolvidos dentro da normalidade”, complementam os profissionais da Seab em Apucarana (Norte), Paulo Sérgio Franzini e Adriano Nunomura.

Mato Grosso

O plantio da safra 2015/16 de soja em Mato Grosso, que até semana passada estava atrasado ante 2014/15, avançou com bom ritmo na última semana para 14,3% da área prevista e superou a defasagem frente à temporada anterior, informou o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea). Até o final da semana anterior, produtores tinham semeado apenas 6,1% da área estimada em um recorde de 9,2 milhões de hectares no estado.

O avanço ocorreu apesar do clima irregular, com alguns agricultores realizando o plantio nas áreas que receberam bons volumes de chuvas isoladas. Além disso, alguns produtores arriscam visando garantir uma janela de plantio adequada ao algodão, após a colheita da soja.

A região Oeste de Mato Grosso é a mais avançada, segundo o Imea, com 21,5% da área semeada. Mas isso não significa que as chuvas na região estejam normalizadas. “Hoje faz dez dias que não tem uma gota de chuva na minha lavoura”, relatou o presidente do Sindicato Rural de Sapezal, principal município produtor do Oeste de Mato Grosso, José Guarino. “Eu particularmente não coloquei nenhum grão no chão... Não quero arriscar.”

 

Fonte: