Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

30/10/2015

Visitas técnicas da Aprosoja avaliam situação da BR-158 em Mato Grosso e Pará


Uma equipe formada pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) e pelo Movimento Pró-Logística começou na quarta-feira (28) visitas técnicas pela BR-158 para verificar a situação da rodovia nos estados de Mato Grosso e Pará. Acompanham o grupo dois técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).
 
A BR-158 é vista como corredor fundamental para o escoamento de grãos produzidos em Mato Grosso, principalmente na Região Leste do Estado. “O objetivo da visita técnica é exatamente verificar in loco como está a situação da rodovia, o que precisa ser feito e o que está sendo feito. A partir daí geramos relatórios, que podem ser encaminhados para o poder público. No caso da BR-158, seria importante estradas bem conservadas para que nossa produção chegasse, por exemplo, até Marabá (Pará)”, explica o gerente de Relações Institucionais da Aprosoja, Frederico Azevedo.
 
Além de Marabá, a partir da Região Leste de Mato Grosso, os grãos podem ser enviados para outros estados que fazem parte do chamado Arco Norte, que compreende ainda Maranhão, Amapá, Amazonas e Rondônia. A região foi visitada neste ano pela equipe da Aprosoja por duas vezes.
 
Nas duas ocasiões, o que foi concluído pelas equipes da associação e do Movimento Pró-Logística é que exatamente no setor público que faltam incentivos. “Faltam acessos às estações de transbordo de carga e aos portos do Norte. A iniciativa privada investiu e está investindo muito. O que precisa é o governo dar condições nas vias de acesso”, afirma o diretor executivo do Movimento, Edeon Vaz Ferreira.
 
No caso da Região Leste, o que preocupa, segundo Frederico Azevedo, é que o local tem aumentado sua produção e, por vezes, as melhorias nas rodovias não acompanham. “A produção no Leste está crescendo e precisa ser escoada. O custo logístico é um importante componente no bolso do produtor e o Governo Federal precisa dar foco nas rodovias”, explica. 
 
O roteiro 

O roteiro desta viagem partiu de Cuiabá e passa pelos municípios de Barra do Garças (MT), Canarana (MT), Redenção (PA), Marabá (TO), Araguaína (TO) e Alvorada (TO).


Fonte: