Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

05/11/2015

TO: Ruraltins anuncia recursos de R$ 1 milhão para as ações de capacitação continuada do ABC


O presidente do Instituto do desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Pedro Dias, abriu o 7º e último módulo de Capacitação Continuada, realizado pelo Grupo Gestor do Plano de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) falando da satisfação em estar concluindo este trabalho e a anunciou a captação de mais recursos, desta vez num valor de R$ 1 milhão.

A novidade foi anunciada aos parceiros do Comitê Gestor do ABC no Tocantins, na manhã desta quarta-feira, 04, durante a apresentação dos resultados das ações realizadas pelo grupo gestor do Plano ABC no Tocantins, realizadas desde 2012, na transferência de tecnologia para consolidação de uma agricultura com baixa emissão de carbono no Tocantins (ABC-TO).

De acordo com Pedro Dias, a verba é para dar continuidade ao projeto de Capacitação Continuada qualificando mais profissionais, e levar as tecnologias para mais propriedades rurais no Tocantins. “A proposta é continuar com esse trabalho que vai atingir muito mais municípios e alcançar muito mais produtores rurais que ainda não foram contemplados com o projeto”, comemorou.

O gestor cumprimentou os extensionistas e demais profissionais presentes ao evento, elogiando o desempenho de todos. “As próximas etapas com certeza serão iguais, ou ainda melhores. Se conseguirmos caminhar no próximo ano como andamos nesse, com certeza os resultados serão ainda melhores que o que apresentamos hoje”. O novo convênio para dar continuidade às ações de Capacitação Continuada do Plano ABC será custeado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e deve qualificar mais 60 técnicos da iniciativa pública e privada.

Ações do Comitê

O engenheiro agrônomo da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e presidente do Comitê do grupo gestor do Plano ABC, Fernando Garcia, apresentou o trabalho que vem sendo desenvolvido por profissionais ligados ao projeto (extensionistas, pesquisadores e fomento ao crédito), juntamente com produtores rurais, há mais de três anos.

Segundo Fernando Garcia, são 84 profissionais extensionistas rurais que vêm sendo capacitados nas tecnologias do ABC, durante mais de três anos e levando as informações para agricultores, por meio de Unidades demonstrativas, instaladas em 26 municípios do Tocantins, em cerca de 40 Unidades Demonstrativas (URT’s), na transferência de saberes e uso de tecnologias para produção agrícola, que visam diminuir a emissão de gases de efeito estufa, a exemplo do gás carbônico.

Fernando Garcia elogiou a realização das capacitações em vários municípios e destacou a importância da participação de integrantes dos comitês técnicos, profissionais da área e produtores rurais, na promoção do desenvolvimento e disseminação das tecnologias em todo o estado.

Empenho

O chefe da Embrapa Tocantins, Carlos Magno, destacou a importância do trabalho realizado pelo Governo do Estado, que executa as ações. “O Tocantins abraçou a causa, e os resultados positivos que estamos vendo hoje se deve muito ao trabalho dos extensionistas rurais, pesquisadores e demais profissionais envolvidos no projeto, que, em sua maioria compareceu em todas as capacitações e reuniões, que aconteceram desde o início do projeto, em setembro de 2012”.

Integração

Para o zootecnista e pesquisador da Embrapa Pedro Alcântara, o mais importante é que a capacitação continuada estreitou o relacionamento e facilitou a comunicação entre os pesquisadores e extensionistas, levando a pesquisa para dentro das propriedades rurais.  “A integração entre os profissionais, somados às tecnologias da informação existentes tem feito com que as tecnologias resultadas de pesquisas em campo sejam realmente aplicadas nas propriedades e se multipliquem chegando o alcance de mais agricultores”.

O extensionista rural do Ruraltins, Edmilson Rodrigues de Souza disse que a capacitação continuada trouxe mais experiência, conhecimento, integração e consequentemente maior segurança para os profissionais. “Fazemos cerca de três visitas mensais em cada URT’s, juntamente com pesquisadores e produtores rurais onde conseguimos realizar o diagnóstico e o planejamento,  direcionando ações para atingir as metas pretendidas, além do respeito e confiança que produtor passou a ter pelo trabalho desenvolvido”.

Capacitação

Ainda durante a apresentação das ações realizadas pelo Governo do Estado, em prol do Projeto ABC, a palestrante do Ruraltins Milene Rodrigues, reafirmou o empenho dos profissionais e a importância da Capacitação continuada. “Os técnicos recebem orientações, frequentemente, põem em prática no dia-a-dia, trazendo as demandas do campo. Os módulos são realizados com base nessas demandas trazidas das experiências nas URT’s. As principais demandas são de interpretação de análise de solos, adubação, integração Lavoura Pecuária e Floresta (iLPF) e recuperação das pastagens degradas, entre outras”.

Atualmente são 36 URT’s cadastradas, acompanhadas por 50 responsáveis técnicos do Ruraltins, além de profissionais e URT’s desenvolvidas por empresas da iniciativa privada.

 

Fonte: