Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

10/11/2015

El Niño e La Ninã não devem interferir na produtividade da soja em Mato Grosso


Com a "regularização" das chuvas em Mato Grosso o plantio da soja 2015/2016 atingiu nesta semana 61% dos 9,203 milhões de hectares destinados a oleaginosa. O percentual significa um avanço semanal de 23 pontos percentuais, contudo ainda há um atraso de 6 pontos percentuais em relação a semeadura do ciclo passado. Os efeitos dos fenômenos climáticos El Niño e La Niña não devem interferir na produtividade da soja mato-grossense, segundo especialistas.

Entre as regiões com maior avanço na semeadura da soja está a região Oeste com 80,6% de 1,081 milhão de hectares plantados. Na semana passada 50,7% havia recebido as sementes, segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Já o Médio-Norte, principal região produtora de soja de Mato Grosso, conta com 71,4% semeada. No Médio-Norte 3,148 milhões de hectares devem ser plantados com a oleaginosa nesta safra.

Em seu Boletim Semanal da Soja, o Imea destaca que o mercado já especula os impactos que o El Niño pode causar na safra 2015/2015 em Mato Grosso e no Brasil.

Conforme o Instituto, tanto o El Niño quanto a La Niña "não apresentam impactos tão acentuados sobre a produtividade de soja em MT. Ambos os fenômenos apresentam de fato grandes impactos climáticos, mas isso nas regiões mais distantes da linha do Equador, como o Paraná e o Rio Grande do Sul. Na safra 96/97, quando foi registrado o El Niño mais forte dos últimos 65 anos, a produtividade de soja mato-grossense apresentou tímida variação anual de 0,33 sc/ha, enquanto no Brasil a variação foi de 1,42 sc/ha".

Para os próximos meses, as previsões apontam bons volumes de chuva para Mato Grosso.

 

Fonte: