Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

16/11/2015

Famato há 50 anos incentivando a capacitação dos produtores e trabalhadores rurais


Há 50 anos, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) tem entre suas missões incentivar a capacitação da mão de obra rural e a promoção social do homem do campo e de seus familiares. Assim como as demais federações de outros estados do Brasil, batalhou pela implantação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) que, antes de se tornar um braço importante do Sistema Famato, era um órgão público autônomo vinculado ao Ministério do Trabalho na década de 1970.

A Famato teve um importante papel na implantação do Senar em Mato Grosso que a partir da Constituição de 1988 foi reestruturado nos mesmos moldes da legislação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac).

"Como o governo saberia quais eram as nossas necessidades e as melhores épocas para capacitar os produtores e trabalhadores? Caberia a nós, como Federação, o papel de decidir o que era mais importante e mais demandado em nossa região. Foi muito importante termos batalhado para que o Senar se tornasse uma entidade vinculada ao Sistema Famato e não mais ao Ministério do Trabalho", explica a gestora do Núcleo Jurídico da Famato, Elizete Araújo Ramos.

A Constituição de 1988 alterou a administração do Senar nacional para a iniciativa privada. Assim, a entidade passou a ser administrada pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). No caso das entidades regionais, coube aos presidentes das Federações liderarem o Conselho Administrativo do Senar de seus respectivos estados.

Com a expansão do agronegócio, a Famato viu a necessidade de estar mais presente no dia a dia do trabalhador rural e, com isso, o Senar-MT foi ampliado e ganhou uma nova sede em dezembro de 2005, bem em frente ao prédio da Famato. O objetivo era ampliar o atendimento aos produtores e trabalhadores rurais nos diversos municípios de Mato Grosso.

Os avanços na qualificação evoluíram com as ações de Formação Profissional Rural (FPR) e atividades de Promoção Social (PS). "O Sistema Famato atende, gratuitamente, por meio do Senar-MT, milhares de pessoas todos os anos, proporcionando qualificação profissional, integração na sociedade, melhoria da qualidade de vida do produtor e dos seus familiares, garantindo dignidade e cidadania", destacou o presidente do Sistema Famato/Senar, Rui Prado.

O surgimento de novas tecnologias também possibilitou a criação de novas carreiras e perfis profissionais. A Famato e o Senar-MT acompanharam esse desenvolvimento e passaram a investir em mais cursos, mobilizadores, supervisores e instrutores. "Para atender a demanda que o desenvolvimento ocasionou, preparamos e qualificamos cerca de 750 mil pessoas ao longo dessas duas décadas, de acordo com as exigências do setor agropecuário. Não é nada fácil, mas esse é o principal desafio do Senar-MT", enfatizou Prado.

Atualmente, o Senar-MT mantém em seu portfólio 234 cursos e treinamentos voltados para atender as necessidades dos produtores rurais que atuam nas 15 principais cadeias produtivas do Estado. A entidade também realiza diversos programas e projetos especiais focados na gestão de propriedade, segurança do trabalho, empreendedorismo, atendimento às pessoas com necessidades especiais, cidadania e inclusão digital. Para colocar em prática todos os programas de qualificação rural, o Senar-MT conta com a parceria dos 89 Sindicatos Rurais que fazem parte do Sistema Famato, prefeituras municipais, associações, escolas, universidades, órgãos federais e estaduais, entre outros.

 

Fonte: