Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Navigate Up
Sign In
Você está em: Skip Navigation LinksDuPont Pioneer / Media Center / Notícias

Notícias

19/11/2015

Porto de Paranaguá assume liderança nas exportações de carne de frango


O Porto de Paranaguá assumiu a liderança nacional nas exportações de carne de frango com 1,25 milhões de toneladas exportadas nos dez últimos meses. A marca supera em 14% o volume de 1,10 milhões de toneladas do produto enviadas pelos portos catarinenses de Navegantes e Itajaí.

“A ampliação do modal ferroviário trouxe uma opção mais econômica para os produtores, fazendo com que a carne fosse canalizada para Paranaguá”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho. Ele se refere aos investimentos feitos desde 2011 na modernização da Ferroeste para dobrar sua capacidade de operação.

Para o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino, os investimentos na modernização do terminal paranaense trouxeram maior agilidade para as operações e impulsionaram as exportações.

“A ampliação do cais do Porto e a aquisição de novos equipamentos possibilitaram um aumento de produtividade e trouxeram novas rotas de navios para Paranaguá. Além disso, temos a nosso favor todo o trabalho dos avicultores do Paraná que lideram a produção no País”, ressaltou Dividino.

As exportações de contêineres refrigerados carregados com carne de frango são feitas pelo Terminal de Contêineres de Paranaguá. A TCP – empresa que administra o Terminal – possui a maior capacidade de tomadas reefer (tomadas para contêineres refrigerados) do Brasil, com 2.832 tomadas. Esta capacidade será aumentada para 3.100 tomadas reffers no início de 2016.

O diretor comercial da TCP, Juarez Moraes, disse que Paranaguá “virou o jogo para a exportação de carnes congeladas” a partir do momento que entendeu a vocação produtiva do Paraná e também do Mato Grosso do Sul.

“Para otimizar o conjunto logístico foi criado o corredor de congelados do Paraná, com participação do Governo do Estado, da Appa e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em conjunto com os operadores portuários. Este projeto envolveu investimentos privados e a desburocratização do processo de exportação”, destacou Juarez Moraes.

Líder no Brasil

O Paraná lidera a produção e também é o primeiro em exportação de carne de frango. De acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, desde 2012 o Estado tem o título de maior exportador nacional – representa 32% da exportação de carne de frango do Brasil.

Em 2014, o volume de exportação atingiu a marca de 1,29 milhões de toneladas exportadas, enquanto o Brasil exportou 3,9 milhões de toneladas de carne de frango.

No que se refere ao abate de frangos de corte, no ano passado o Paraná atingiu 1,59 bilhão de cabeças. Em 2015, até setembro, foram abatidas 1,2 bilhão de cabeças.

O Paraná conta com 18.668 avicultores envolvidos na atividade – 41% localizados na região Noroeste, 28% no Sudoeste, 18,4% no Nordeste e 12,4% na região Sudeste do Estado. Segundo a Ocepar (Organização das Cooperativas do Paraná), oito cooperativas são responsáveis por 37,7% da capacidade instalada de abate de frangos para corte.

 

Fonte: